Saúde

10 doenças típicas no outono e inverno: conheça os principais sintomas

É importante saber identificar e diferenciar os sintomas das doenças mais comuns nesta época para tomar os cuidados que sua família precisa

Jennifer Detlinger

Jennifer Detlinger ,Filha de Lucila e Paulo

É importante saber diferenciar os sintomas das doenças mais comuns nesta época (Foto: Getty Images)

É só as temperaturas caírem um pouco para as crianças começarem a ficar doentes. As estações mais frias do ano, como o outono e o inverno, são sinônimo de grandes mudanças de temperatura e baixa umidade. Esses fatores, junto com a poluição, são considerados alguns dos responsáveis pelo aumento das doenças respiratórias durante essa época do ano.

Só para você ter uma ideia, as crianças chegam a ter de 8 a 11 infecções virais por ano. E pense que até os 4 ou 5 anos de idade, o sistema imunológico do seu filho ainda está em formação. Por isso, é importante saber identificar e diferenciar os sintomas das doenças mais comuns nesta época para tomar os cuidados que sua família precisa. Preparamos um guia explicando quais são elas e quando você deve levar seu filho ao pronto-socorro. Olha só:

Resfriado

O que é: infecção viral nas vias respiratórias superiores.

Causa: Há mais de 200 tipos de vírus. Eles penetram no corpo pela boca, olhos, nariz. O contágio acontece pelo ar ou contato físico. Sintomas: coriza, espirros, tosse, dor de garganta, dor no corpo e febre baixa.

Quando ir ao médico: se os sintomas se arrastarem por mais de 7 dias.

 

Gripe

O que é: infecção contagiosa do sistema respiratório causada pelo vírus Influenza.

Causa: no ar ou pelo contato direto com pessoas gripadas.

Sintomas: febre alta, dores, cansaço, tosse seca, espirro, coriza.

Quando ir ao médico: se a criança estiver com dor forte na cabeça, no corpo e dificuldade de respirar.

 

Pneumonia

O que é: infecção dos pulmões.

Causa: infecções bacterianas ou virais, resfriado mal curado

Sintomas: febre alta, dor no tórax, abatimento, inapetência, tosse e dificuldade de respirar.

Quando ir ao médico:  se a criança tiver febre alta, abatida e com catarro amarelo ou esverdeado e dificuldade de respirar.

 

Sinusite

O que é: inflamação da membrana que reveste a cavidade nasal e os seios da face.

Causa: por alergia, infecção ou como consequência de infecções das vias aéreas superiores que não foram tratadas corretamente.

Sintomas: nariz entupido e secreção nasal amarelada anterior ou posterior e tosse, especialmente nas crianças. Dor de cabeça e febre baixa podem ocorrer.

Quando ir ao médico: se a criança tiver febre, fraqueza, dores de cabeça, nos seios da face e região superior, mal-estar e piora da tosse com secreção esverdeada.

 

Bronquiolite

O que é: infecção dos bronquíolos, ramificações que levam ar aos pulmões. A doença acomete principalmente bebês e crianças de até 2 anos.

Causa: a principal causa é o vírus sincicial respiratório.

Sintomas: obstrução da saída do ar e esforço para respirar. Febre, chiado no peito e tosse, acompanhados de sintomas respiratórios altos no início do quadro, como obstrução nasal e coriza.

Quando ir ao médico: se a criança estiver com febre, aparência abatida, respiração rápida com esforço, peito chiando e extremidades azuladas.

 

Asma

O que é: doença inflamatória das vias aéreas inferiores (bronquíolos).

Causa: existem diferentes causas para a asma, que podem ser alergias provocadas por perfumes e aromas, pelos de animais, ácaros, poeira ou alguns alimentos como leite ou ovos.

Sintomas: sensação de aperto no peito, dificuldades para respirar e tosse com chiado. Pode causar também irritabilidade, recusa de alimentos, respiração forçada e movimentação intensa das narinas.

Quando ir ao médico:  se a criança tiver  dificuldade para respirar e até falar. Se apresentar coloração azulada em torno da boca.

 

Otite

O que é: infecção de ouvido que pode ser externa, localizada na orelha, ou média, ligada à porção interna do ouvido.

Causa: na maioria das vezes, a inflamação é causada por vírus, bactérias ou fungos. Costuma ocorrer durante ou após gripes, resfriados ou infecções na garganta ou respiratórias.

Sintomas: na otite média ocorre redução da audição, perda de apetite, eliminação de secreção pela orelha e febre. Crianças menores às vezes têm vômito e diarreia. Na otite externa, dor forte e abafamento do som.

Quando ir ao médico:  se a criança manifestar irritabilidade e sair secreção do ouvido.

 

Rinite

O que é: doença inflamatória crônica das mucosas do nariz. As crises de rinite têm duração variável de acordo com a sensibilidade individual e grau de exposição aos alérgenos e irritantes inalatórios.

Causa: contato com poeira, ácaros e fungos, ar condicionado, mudanças bruscas de temperatura.

Sintomas: coriza, tosse, espirros, olhos vermelhos, coceira nos olhos e no nariz. Se não for tratada de forma correta, pode expor a criança a outras doenças das vias respiratórias, como a sinusite e crises de asma.

Quando ir ao médico:  se a criança ficar agitada, com dificuldade para respirar, tiver inchaço nos lábios ou olhos, piora da tosse ou quadros que se arrastem mais de 7 dias.

 

Amigdalite

O que é: inflamação nas amígdalas, que pode ser ocasionada tanto por vírus quanto por bactérias.

Causa: os casos virais ocorrem como consequência de gripes e resfriados e desaparecem com a melhora do organismo. Já os causados por bactérias necessitam de cuidados com antibióticos.

Sintomas: dor de garganta, dificuldade para engolir, febre acima de 38º C, dor de cabeça e mal- estar, mau hálito, ausência de apetite, amígdalas inchadas e vermelhas e pode haver ocorrência de pus.

Quando ir ao médico:  se houver placa de pus na garganta, febre alta e falta de apetite.

SALSEP® (cloreto de sódio 0,9%). Indicações: fluidificante e descongestionante nasal. MEDICAMENTO DE NOTIFICAÇÃO SIMPLIFICADA RDC Nº 199/2006. AFE Nº 1.0033-3. Serviço de Atendimento Libbs: 0800-0135044. MAXIDRATE® (cloreto de sódio 6 mg/g). Indicações: hidratação da mucosa nasal ressecada e irritada. Reg. MS 1.0033.0126. Serviço de Atendimento Libbs: 0800-0135044. SE PERSISTIREM OS SINTOMAS, O MÉDICO DEVERÁ SER CONSULTADO. SALSEP® E MAXIDRATE® SÃO MEDICAMENTOS, SEU USO PODE TRAZER RISCOS. PROCURE O MÉDICO E O FARMACÊUTICO. LEIA A BULA.

Leia também:

Pode fazer sem medo: entenda a importância de lavar o nariz do seu filho

Tire todas as suas dúvidas sobre doenças respiratórias e saiba como manter sua família protegida

10 dicas para evitar as doenças de outono e inverno (e manter sua família protegida)