Família

Deputado fala sobre importância de combater as fake news sobre vacinas: “Desinformação pode matar”

Pedro Westphalen (PP/RS) organizou uma audiência pública para discutir o PNI: Programa Nacional de Imunizações do Ministério da Saúde

Isabella Zacharias

Isabella Zacharias ,Filha de Aldenisa e Carlos

Entenda a importância da vacinação (Foto: Getty Images)

É comum nós nos depararmos, cada vez mais, com textos e reportagens enfatizando a importância da vacinação. Com isso, muitas campanhas de vacinação são feitas para que as pessoas se protejam de doenças que estavam erradicadas, como o sarampo.

Porém, algumas pessoas não acreditam nos benefícios da vacinação e deixam de vacinar seus filhos, tornando-os expostos a doenças graves e que podem deixar sequelas. Pensando nisso, o deputado Pedro Westphalen (PP/RS) organizou, no mês de julho, uma audiência pública para discutir o PNI: Programa Nacional de Imunizações do Ministério da Saúde.

De acordo com o Programa, atualmente o Brasil conta com mais de 36 mil salas de vacinação no território nacional, que aplicam 300 mil imunobiológicos por ano (27 vacinas, 13 soros e 4 anticorpos sintéticos). Segundo o deputado, a importância do PNI é o acompanhamento dos casos isolados de doenças que podem voltar, como o surto de sarampo de 2019.

No artigo “A saúde em pauta: Desinformação que mata”, publicado no portal GaúchaZH, Pedro Westphalen enfatiza a importância da luta contra as fake news sobre vacina. “Infelizmente, é o que temos visto por aqui, informações falsas circulam livremente, cumprindo os mais variados objetivos”, disse. “A situação se agrava ainda mais em um tema extremamente sensível: a saúde de nossas crianças. Nesse caso, a desinformação literalmente mata!”.

Westphalen diz que um dos fatores que ajuda nessa proliferação de notícias falsas é a presença das redes sociais. “Espalham boatos contra a eficácia da profilaxia, desestimulando pais e mães a buscarem a vacinação. É um desserviço à sociedade com consequências fatais”, diz. O deputado fala sobre a importância do grupo de trabalho que criou, o PNI, e como ele pode ajudar as famílias a entenderem as consequências de não vacinar as crianças.

“Mobilizamos o governo e as entidades para desenvolver ações práticas. Recentemente, relatei um projeto que exige a apresentação da carteirinha de vacinas no momento da matrícula na rede pública e privada”, explica.

O deputado finaliza o artigo dizendo que a pauta da saúde é de extrema importância em sua vida e convida a população a participar desse projeto. “Falar e agir significa valorizar a vida. O silêncio e a inércia favorecem a mentira e a desinformação. E essas, como vimos, são letais”, conclui.

Fique por dentro do conteúdo do YouTube da Pais&Filhos:

Leia também:

Boneca que vem com carteirinha de vacinação ensina a importância de proteger as crianças

Como as vacinas funcionam? Tudo o que você precisa saber sobre vacinação!

Vacinação: tire suas dúvidas sobre febre amarela, dengue, sarampo e vacinação