Saúde

Flora intestinal: dicas para um intestino saudável

O intestino regulado faz diferença no funcionamento do nosso organismo, na nossa digestão e até na produção de nutrientes e vitaminas. Saiba como ficar com ele em dia

Marina Paschoal

Marina Paschoal ,Filha de Selma e Antônio Jorge

Foto: Getty Images

Foto: Getty Images

A flora intestinal é responsável pela produção de vitaminas e outras substâncias importantes no nosso intestino, além de terem um papel na digestão e absorção de nutrientes. Ela é formada por bactérias “do bem” e “do mal” e, por isso, merece atenção. “Ela ajuda a regular o funcionamento intestinal, prevenindo infecções, e estimulam a nossa imunidade”, explica o pediatra Dr. Marcello Pedreira.

Ter um intestino saudável significa ter essas bactérias em equilíbrio no nosso organismo. “Ou seja, é onde as bactérias “do bem” podem exercer suas funções a favor da nossa saúde e as outras bactérias não consigam causar doenças”, o pediatra esclarece. E para saber quando algo não está bem, é só ficar atento aos sintomas. “Diarreias frequentes, infecções respiratórias de repetição ou alergias precoces a alimentos, podem ser sinais de que a flora intestinal está desequilibrada”, conta.

Se você não sabe nem por onde começar para manter o intestino em dia, se liga nessas dicas do Doutor Marcello:

– Probióticos

Os  probióticos contêm microrganismos do bem e são benéficos quando consumidos em quantidades adequadas. Podem ser uma boa, pois protegem-nos de bactérias e vírus causadores de doenças.

– Amamentação

Se o bebê nascer por parto normal, já terá um primeiro contato com as boas bactérias presentes no canal vaginal da mãe. Logo depois, na primeira mamada, ele ingere uma nova quantidade de bactérias benéficas do leite materno e, dessa maneira, começará desde cedo a formar uma flora intestinal saudável. Por isso, é importante que a amamentação seja mantida pelo maior tempo possível, sempre seguindo a orientação do pediatra.

– Alimentação balanceada

É importante ter um cardápio diverso e balanceado, sem excessos de gorduras, carboidratos ou proteínas.

– Refeições ricas em fibras

Para um bom funcionamento do intestino e a manutenção de uma flora intestinal saudável, é importante consumir fibras presentes em alimentos como leguminosas, grãos, cereais e farelos e farinhas integrais.

– Brincar ao ar livre

No tempo certo, o contato da criança com a natureza e o ambiente que a cerca, como parques ou o quintal e o jardim de sua casa, sem aquela preocupação excessiva de limpeza pode ajudar também na construção de uma flora saudável.

– Evitar o estresse

Situações de estresse, até mesmo em crianças, podem prejudicar a sobrevivência das bactérias do bem na flora intestinal.

Fonte: International Life Sciences Institute. Europe. Probióticos, Prebióticos e a Microbiota Intestinal, 2013.

Leia também 

Flora intestinal: porque esse assunto é importante?

Manual do cocô: saiba identificar se o intestino do seu filho está normal

Cuidado com a pele do recém-nascido: saiba quais produtos usar