Saúde

Mãe com câncer descobre gravidez dias antes de começar quimioterapia

O bebê nasceu e está saudável

Nathalia Lopes

Nathalia Lopes ,Filha de Márcia e Toninho

Abbie não sabia que estava grávida quando foi diagnosticada com câncer (Foto: Reprodução/Facebook Abbie Colvin)

Uma aspirante à faculdade de medicina, foi diagnosticada com câncer no colo do útero e recebeu a notícia que jamais poderia ser mãe depois do tratamento, ela tinha apenas 19 anos. Abbie Colvin é britânica e quando começou a fazer os exames para iniciar as sessões de quimioterapia, descobriu que estava grávida.

Isso mesmo! A jovem que chegou a fazer uma lista de “coisas para fazer antes do Natal” porque achou que ia morrer e se sobrevivesse não poderia engravidar ao final do tratamento, na verdade já estava grávida antes do diagnóstico e não sabia disso.

A notícia do câncer veio em 2017 e, aprender a dançar pole dance e ser dama de honra da irmã, estavam na sua lista. Mas ainda assim, no mesmo ano, ela deu à luz e passou nas provas para começar a estudar medicina. Oscar nasceu em dezembro e aí ela começou as intensas sessões de quimioterapia.

Ela conseguiu manter a vida normalmente até o início deste ano, quando o infelizmente o câncer se espalhou, ela perdeu o cabelo, emagreceu muito, mas segundo a sua irmã Christie:”Ninguém nunca sabe como ela mantém a cabeça erguida e como ela tem o espírito mais feliz que você poderia imaginar.”

Abbie teve que retomar a lista de fazer coisas antes do natal. Antes de ir ao ginecologista, a mãe teve que tomar remédios porque tinha sangramentos durante as relações, mas só quando foi ao médico, descobriu o câncer. Christie contou a história da irmã ao jornal britânico Mirror e ainda revelou: “Ela continua lutando pelo bebê e eu realmente acredito que foi isso que a manteve em movimento.”

A estudante fala sobre o momento em que descobriu que seria mãe: “Quando eles disseram que eu estava grávida eu fiquei em êxtase. Eu não posso nem te dizer o quanto eu estava feliz porque eu tinha acabado de ouvir que eu nunca seria capaz de ter meus próprios filhos.”

Os médicos queriam começar o tratamento com a quimioterapia durante a 35º semana, mas ela recusou. Agora Abbie luta para diminuir a idade para teste de câncer do colo de útero, que no Reino Unido, só é feito em mulheres de 25 aos 65 anos.

Abbie está perdendo o cabelo, mas segue lutando ((Foto: Reprodução/Facebook Abbie Colvin)

Abbie está orgaizando festas para arrecadar fundos para seu tratamento (Foto: Reprodução Facebook/Abbie Colvin)

Leia Também:  

Mãe descobre gravidez durante quimioterapia e desabafa: “O câncer não é o vilão, ele é professor”

Pai dança para comemorar o fim da 1ª rodada da quimioterapia do filho 

Mãe da à luz enquanto faz tratamento contra câncer de mama