Saúde

Meningite: saiba porque você não consegue achar a vacina

A doença é séria e vacinar é a melhor solução

Nathalia Lopes

Nathalia Lopes ,Filha de Márcia e Toninho

Menina sendo vacinada por enfermeira (Foto: Getty Images)

Depois da morte do neto do ex-presidente Lula, Arthur Araújo Lula da Silva, na última sexta-feira (1), por conta de uma meningite meningocócica, começou uma corrida às clínicas de vacinação. As pesquisas sobre a doença subiram 4000% enquanto as pesquisas de vacinação subiram 2600%. Porém, segundo a Folha de S. Paulo, os pais não estão conseguindo encontrar a vacina.

A dose mais completa contra a meningite, que protege contra os tipos A, C, W e Y, só é encontrada em clínicas particulares e custa em torno de R$500,00. O Problema é que, existe, há pelo menos 3 anos um problema no abastecimento e na distribuição desse produto.

Geraldo Barbosa, presidente da ABCVAC (Associação Brasileira das Clínicas de Vacinas), disse à Folha de S. Paulo que as vacinas são produzidas de acordo com a demanda do ano anterior: “Você faz um planejamento do que vai vender de meningite do tipo B em 2020 e pede em 2019. Se em 2020 houver um surto ou uma demanda inesperada, não teremos reposição de estoque”

A Folha também recebeu, em nota, um aviso que o Ministério da Saúde afirma que incorporação ao calendário nacional do SUS da vacina conjugada ACWY, recomendada pela Sociedade Brasileira de Pediatria, está nos planos do ministério. No momento, eles estão estudando como implementar. A inclusão, contudo, é complexa por conta da quantidade de doses que seriam necessárias.

Entenda porque a meningite é tão perigosa

A meningite bacteriana é uma doença de evolução rápida: quando os sintomas aparecem, o quadro já está grave e pode levar a óbito em poucas horas. Ele também pode trazer consequências como convulsões, perda auditiva e retardo cognitivo. O tempo entre a exposição e a manifestação dos primeiros sintomas da infecção pela bactéria normalmente é de 2 a 10 dias, mais comum entre 3 e 4 dias.

A bactéria adere à boca e ao nariz, penetra a mucosa e vai para as membranas que recobrem o cérebro e a medula espinhal. Então, causa meningite meningocócica, e/ou atinge a corrente sanguínea, causando infecção generalizada. A meningite bacteriana pode causar deficiências sérias, permanentes e inclusive causar morte entre 24 e 48 horas após a manifestação da doença. Por isso, é muito importante que o tratamento seja feito de forma rápida. Por isso a vacinação é tão importante.

Leia Também: 

Neto do ex-presidente Lula morre de doença grave aos 7 anos

Fique atento: conheça 10 mitos e verdades sobre a meningite bacteriana

Vacina contra meningite para menores de 4 anos