Pais e Filhos TV

Séries e reportagens para ajudar a mãe, o pai e toda a família que, assim como nós, acreditam que é possível criar famílias felizes

Novo vídeo toda quinta-feira, às 12h

Inscreva-se Baixe o APP

O que acontece na cabeça da mulher durante a gravidez?

A gravidez muda muita coisa na vida de uma mulher. As questões físicas são mais perceptíveis e, por isso, geralmente são as únicas levadas em consideração. Mas elas não estão sozinhas.

Uma das maiores transformações nessa fase acontece no cérebro. Se você está sentindo sua cabeça diferente, saiba que é mais comum do que imagina e existe uma explicação científica para essa sensação. De acordo com o ginecologista e obstetra Igor Padovesi, essas alterações psicológicas são tão reais quanto as mudanças físicas, mas acabam sendo deixadas de lado e não recebem a devida atenção.

De acordo com um estudo europeu divulgado na Nature Neuroscience, o cérebro da mulher reduz de tamanho durante a gravidez. Isso ocorre pela diminuição, em áreas específicas, da massa cinzenta, local em que há maior quantidade de neurônios, responsáveis pelas conexões neurais. A pesquisa, feita pela Universidade Autônoma de Barcelona e Universidade de Leiden, utilizou exames de ressonância magnética em 25 voluntárias antes, durante e após darem à luz para chegar a esse resultado.

Os especialistas não conseguiram identificar o que causa essa redução, mas acreditam que seja uma ação “inteligente” do corpo humano para se adaptar à nova fase da vida da mulher. Os sintomas vão se intensificando ao longo da gestação, apresentando os maiores números ao terceiro trimestre, período entre a 27ª semana e 40ª semana (ou até o momento do nascimento do bebê).

Essa mudança traz pequenas consequências. A redução da massa também representa um declínio cognitivo, ou seja, maior chance de esquecer certas coisas ou perda no raciocínio lógico. Por isso algumas pessoas dizem que mulheres grávidas são mais avoadas e esquecidas. Essa redução da massa cinzenta, mesmo após o puerpério, continua por, pelo menos, dois anos após o parto.

Mas não precisa se assustar, já que isso tudo é apenas uma adaptação do corpo à gravidez e vai te ajudar a focar no que realmente precisa. Isso porque a principal área afetada pela redução é a responsável pelas interações sociais, acionadas quando você pensa ou sente algo por alguém.

Com esse espaço reduzido, as grávidas conseguem dedicar mais atenção às “tarefas da mente” que realmente importam. Isso é uma grande vantagem na hora de cuidar do bebê, garantindo maior empatia e aproximação.
.
.
.
Acompanhe a Pais&Filhos outras redes sociais:

Veja mais em
http://www.paisefilhos.uol.com.br

Inscreva-se no canal da Pais&Filhos no YouTube e NÃO ESQUEÇA DE ATIVAR AS NOTIFICAÇÕES PARA RECEBER OS NOVOS VÍDEOS:
http://www.youtube.com/paisefilhostv

Curta a página da Pais&Filhos no Facebook:
https://www.facebook.com/paisefilhos

Siga o perfil oficial no Instagram:
https://www.instagram.com/paisefilhosoficial/

// Juntos é possível formar famílias mais felizes!

Vídeos Relacionados