Bebês

5 sintomas estranhos que são normais em recém-nascidos

Não se desespere, a gente te explica!

Logo-Parents (1)
Jéssica Anjos

Jéssica Anjos ,filha de Adriana e Marcelo

mother-checks-the-temperature-of-a-sick-baby-picture-id610051046

Uma jornalista da revista americana Parents compartilhou suas experiências com os filhos gêmeos no site e deu dicas para os pais sobre possíveis sintomas estranhos durantes os 6 primeiros meses de vida. A ideia é você não pirar! Leia o texto completo abaixo:

“Quando meus gêmeos eram recém-nascidos, não pude deixar de ficar ansiosa sobre cada pequena mudança em sua saúde ou comportamento. Como na hora em que o olho do meu filho se encheu de gosma amarela. “Ele tem uma infecção no olho?” Eu me perguntei. Mesmo que o médico tenha dito que isso não era nada para se preocupar, eu fiquei um pouco assustada até que desapareceu uma semana depois. Os bebês tendem a ter sintomas estranhos durante os primeiros 6 meses. “Na maioria dos casos eles são perfeitamente normais”, diz Loraine Stern, professora clínica de pediatria na UCLA School of Medicine. Veja a lista:

1. Irritação nos olhos

Porque está tudo bem: os dutos lacrimais de um recém-nascido são muito estreitos e suscetíveis ao entupimento, o que às vezes faz surgir uma gosma branca ou amarelada. A irritação pode formar pus, mas não é sinal de infecção, a menos que o branco do olho comece a ficar vermelho, diz Loraine. O tratamento é fácil: a partir do canto interno do olho, limpe a sujeira com uma bola de algodão molhada ou com um pano quente. Você também pode tentar abrir o duto usando a ponta do dedo mindinho para massagear levemente o espaço entre o olho e o nariz do bebê. Nota: Este é um daqueles momentos em que unhas curtas são uma grande vantagem.

2. Gorfo

Porque está tudo bem: é normal com todos os bebês e eles geralmente não precisam de medicação de refluxo. “Os músculos involuntários de uma criança ainda estão ficando mais fortes, incluindo os que contêm leite em seu estômago”, diz Katherine O’Connor, pediatra do Hospital Infantil de Montefiore, Nova York. Bebês alimentados com fórmula podem gorfar com mais frequência porque a fórmula leva mais tempo para deixar o estômago do que o leite materno. Os filhos alimentados com mamadeira também podem comer demais porque continuarão a sugar (e beber mais) mesmo depois de estarem cheios. A maioria das crianças para de gorfar quando consegue sentar-se direito sem ajuda. Enquanto seu filho estiver feliz e ganhando peso, você não precisa se