Menina com câncer é vítima de bullying na escola após perder todo o cabelo

A pequena Sinead desenvolveu um câncer de ovário e por conta da quimioterapia precisou usar perucas

Resumo da Notícia

  • Menina com câncer de ovário sofreu bullying na escola por usar peruca
  • Os pais contaram que ela estava arrumando desculpas para não frequentar a escola
  • A mãe Jodie deixou uma mensagem à todos os pais sobre bullying

A britânica Sinead Zalick, 12, mora em Plymouth na Inglaterra e descobriu em Dezembro do ano passado que estava com câncer de ovário, após começar o tratamento de quimioterapia ela perdeu o cabelo e começou a usar perucas.

-Publicidade-

A mãe Jodie Clarke contou em entrevista exclusiva ao Metro, que a filha começou a dar desculpas e não quis tomar café, isso automaticamente significou que ela não poderia ir à escola, pois os pais falam que ela precisa de energia para frequentar a escola.

Sinead precisou usar perucas após a quimioterapia
Sinead precisou usar perucas após a quimioterapia (Foto: Reprodução/Metro)

O pai Adam Zalick percebeu que a filha estava escondendo algo, então sentou com ela para conversar, Sinead contou ao pai que algumas garotas na escola estavam ameaçando arrancar a peruca dela. “Não pensamos que seria tão brutal e tão rápido”, lamentaram os pais, sobre o bullying.

Na época em que foi diagnosticada com câncer Sinead sentia fortes dores no estômago e logo depois começou a inchar, os pai ficavam revezando quem ficaria com ela no hospital e conseguiram arrecadar dinheiro para comprar as perucas. A menina aguarda os resultados dos exames para ver se o câncer se espalhou para o rim.

Apesar do ocorrido, Sinead continua otimista e encontrou um grupo de pessoas que estão passando pela mesma situação, e incentiva elas escrevendo: “Não dê ouvidos a outras pessoas, apenas seja você mesmo” e “Não julgue um livro pela capa”.

A mãe Jodie conclui a entrevista dizendo que a filha sempre amou ir à escola, e deixa uma mensagem à todos os pais: “Eu conheço Sinead por dentro e por fora e sei que ela adora a escola, então quando ela disse que não queria ir, eu sabia que algo estava errado. Por favor, de mãe para mãe, se o seu filho está sendo um ‘valentão’, peça para parar com isso agora”.