Família

8 coisas que você não deve dizer para mães acima dos 30 anos

Elas estão cansadas de ouvir esses comentários

Jennifer Detlinger

Jennifer Detlinger ,Filha de Lucila e Paulo

mae-abe

A americana Melissa Willets, escritora da Parents, compartilhou um texto no site sobre sua experiência ao ser mãe depois dos 30 anos. Leia o relato na íntegra:

Eu já fui uma mãe jovem de um recém-nascido. Então, eu pisquei, e de repente eu sou a “mãe velha”, deixando o meu terceiro filho na escolinha. Já que estou chegando aos 38 anos, as pessoas ficam chocadas ao saber que posso até querer mais filhos, e eu ouço comentários muito interessantes sobre meu status de “genitora”. Alguns são dignos de revirar os olhos, outros comuns demais, mas ainda são tão engraçados que os meus dentes (falsos) quase caem.

Brincadeirinha, mas vamos lá:

1. Quando se referem a mim como uma “mãe velha”

É sério isso? Eu tenho mais de 35 anos, não 85! Não é como se eu precisasse de um andador para entrar na sala de parto. 

2. “Você está fazendo tratamentos de fertilidade?”

Nunca tive alguém perguntando sobre como eu tive meus filhos, mas eu conheço várias mães mais velhas que receberam essa pergunta, especialmente se tiveram gêmeos depois dos 35. Em alguns casos, essas mulheres foram submetidas a fertilização in vitro, mas em outros, seus bebês foram concebidos da maneira antiquada. Porque ao contrário da crença popular, nós, as “idosas”, ainda podemos fazer sexo! E engravidar também!

3. Quando questionam como vou fazer quando o meu filho ficar mais velho

Eu não sou matemática, mas tenho plena consciência de que quando meu filho tiver idade suficiente para beber álcool, eu terei quase 60 anos. Quando ele completar 30 anos, eu vou estar beirando os 70. Essas noções são tão perturbadoras para mim como são para você, então, por favor, parem de me lembrar!

4. “Eu queria ter filhos ainda jovem”

Ei, eu também! É por isso que tive meu primeiro aos 29 anos. Mas depois tive mais filhos e não quero parar ainda. Pelo menos eu serei uma mãe bem equilibrada.

5. “Não quero mais ter filhos”

Mulheres da minha idade dizem isso o tempo todo. E o fato de que eu sou a única mãe que ainda está na casa dos 37 anos, me faz sentir muito solitária. Eu gostaria de conhecer mais mamães na minha faixa etária, mas isso não muda como eu e meu marido nos sentimos sobre o crescimento de nossa própria família nesta fase de nossas vidas.

6. Quando dizem um milhão de fatos sobre como a gravidez pode ser arriscada depois dos 35

É verdade que existem mais riscos, tanto para a mãe como para o bebê, depois de certa idade – como anomalias cromossômicas e diabetes gestacional, por exemplo. Mas sempre há um outro lado da moeda. Um estudo recente descobriu que mulheres que têm bebês mais tarde na vida podem realmente ser mais inteligentes na criação da criança. E outro estudo mostrou que as mulheres que têm filhos mais tarde, têm um risco menor de desenvolver câncer de ovário. Então, não fale antes de pesquisar o assunto por completo!

7. “Tudo bem, Janet Jackson engravidou aos 50 anos.”

Sério? Engravidar aos 37 anos é como ter um bebê aos 50 anos?! Embora seja verdade que mais do que nunca, mulheres estão tendo bebês mais tarde na vida, engravidar aos 50 anos é incomum. Ter um bebê antes dos 40? Não é estranho, pessoal!

8. Quando perguntam se tenho energia suficiente

Sim, a maternidade é exaustiva, não importa quantos anos você tenha! Mas há muitas manhãs que eu não quero sair da cama. Estou pronta para desistir.. Isso acontece porque tentamos fazer tudo, como as mães de todas as idades hoje em dia. No final, o benefício de ser uma mãe mais velha é que, mesmo se você estiver exausta, você está mais segura de si e das suas decisões. Além disso, você ganha perspectivas sobre muitas coisas!

Leia também:

5 dicas para você lidar com a culpa da maternidade

“A maternidade é tão confusa”, veja o desabafo dessa mãe que viralizou

Desabafo de mãe: “As pessoas precisam respeitar as mães, ELAS sabem o que é melhor para o filho”