Família

Bebê de 1 ano morre após se afogar ao cair em lona de piscina

A bebê morreu - (Foto: Reprodução/TV Anhanguera)
(Foto: Reprodução/TV Anhanguera)

Publicado em 30/01/2024, às 15h58 por Ketlyn Ribeiro, Estagiária | Filha de Leandra e Vagne


Na última sexta-feira, 26 de janeiro, uma menina, de apenas 1 ano, morreu afogada após acidentalmente se enrolar na lona de proteção da piscina da casa em que morava. O caso aconteceu no Setor Campos Elísios, em Anápolis.

De acordo com informações do Corpo de Bombeiros, os pais da criança contaram que usavam a lona para evitar a exposição da piscina.  Os bombeiros chegaram a prestar os primeiros socorros, mas a bebê morreu no local.

Mulher segurando mão de bebê enquanto amamenta
A bebê morreu após se afogar - (Foto: Freepik)


Canal da Pais&Filhos no WhatsApp

Quer receber as principais notícias da Pais&Filhos diretamente no seu WhatsApp? É muito fácil: basta clicar AQUI para seguir o canal. Não esqueça de ativar as notificações para não perder nenhum conteúdo por lá, ok?


Após cair na piscina, a criança afundou junto com a lona, que não suportou o peso. Os pais rapidamente acionaram os bombeiros para socorrerem a filha. O Samu também foi chamado para atender a bebê, que já estava inconsciente, mas mesmo assim ela morreu.

Afogamento é a principal causa de morte de crianças de 1 a 4 anos no Brasil: saiba como prevenir

A principal causa de morte entre crianças de 1 a 4 anos e segunda maior na faixa etária de 5 a 9 anos de idade, no Brasil morre uma criança afogada a cada três dias. Os dados são da Sociedade Brasileira de Salvamento Aquático (SOBRASA).

Por ano, 236 mil pessoas são vítimas fatais de afogamento e 90% das mortes acontecem em países de baixa e média rendas. Em 2023, foi adotada pela Organização Mundial da Saúde (OMS) a primeira resolução para prevenir os casos.

Bolhas d'água embaixo d'água
Dia 25 de julho é o Dia Mundial de Prevenção ao Afogamento (Foto: Getty Images)

Os afogamentos não acontecem só em mares, piscinas, rios e ambientes aquáticos de submersão, mas na verdade, muitas das vezes em situações cotidianas, como tomar banho, coletar água para uso doméstico, viajar sobre a água em barcos ou balsas e pescar.

Capacitar pessoas que possam ser observadores de água, garantir que regulamentações sobre embarcações sem cumpridas e tornar melhor a gestão do risco de inundações estão entre as medidas de baixo custo para prevenir os acidentes e são sugeridas a países e organizações para reduzir o número de vítimas.

menina em boia amarela em piscina
O afogamento é a principal causa de morte entre crianças de 1 a 4 anos, e segunda na a faixa etária de 5 a 9 (Foto: Freepik)

Além disso, instalar barreiras que controlem o acesso à água, creches pré-escolares e instituições de cuidados infantis seguras construídas longe da água, ensinar natação, resgate, ressuscitação e segurança aquática são outras prevenções importantes.

A Organização Mundial da Saúde ainda sugere que os cidadãos, instituições e governos conversem, apoiem, incentivem e engajem eventos, organizações públicas, conversas e conscientizações sobre o assunto.

O bebê ficou submerso na água
É necessário conversar sobre o assunto e engajar instituições, grupos e debates para informar e conscientizar sobre o assunto (Foto: Getty Images)

Como prevenir

As crianças, principalmente as menores, podem se afogar em baldes, bacias e até no vaso sanitário. Quando são pequenas, a cabeça e os membros superiores das crianças são mais pesados que o restante do corpo. Fica fácil perder o equilíbrio, cair e depois não saber como levantar. Por isso mesmo, todo cuidado é pouco.

“Cuidar não é só ficar olhando. É muito mais do que isso. Para tomar conta mesmo, é preciso abrir mão da diversão, do celular… Porque, depois que o acidente acontece, não tem mais volta”, alerta o pediatra Marco Antônio Chaves Gama, pai de Bruno e Gabriela e presidente do Departamento de Segurança da Sociedade Brasileira de Pediatria (SBP).

É importante que o responsável sempre esteja atento quando as crianças estejam próximas da água (Foto: Getty Images)

Se seu filho cair na água e se afogar, é preciso ter calma. O primeiro passo é retirá-lo da água e desobstruir as vias respiratórias, colocando a cabeça um pouco para trás. Não dá para perder tempo. Logo em seguida, ligue para o serviço de emergência. Tenha o número do SAMU (192) e do Corpo de Bombeiros (193) sempre à mão e salvos nos contatos do celular. Ele pode ser útil quando você menos imaginar. “O importante é ligar para os bombeiros ou para a emergência imediatamente. Eles sabem como orientar e vão dando o passo a passo do que você deve fazer”, explica Marco Antônio.

Embaixo d'água, bolhas de água, fundo de piscina, fundo de mar
Algumas estratégias preventivas devem ser tomadas para evitar acidentes (Foto: Getty Images)

Leia também

Alok faz anúncio em vídeo no Instagram - (Foto: reprodução/Instagram)

Família

Alok compartilha vídeo em família para anunciar: "Agora somos 6"

Mãe faz penteado maluco insipirado no trolls - Reprodução/ Instagram

Criança

Dia do cabelo maluco: mãe viraliza ao fazer penteado inspirado em um desenho infantil

Sasha tem dois irmãos por parte de pai - reprodução / Instagram

Família

Sasha Meneghel abre o jogo e fala sobre relação com os irmãos: “Tive que dar uma regulada nisso”

Virginia mostra mochila que filha escolheu para escola - (Foto: reprodução/Instagram)

Família

Virginia compra mochila de quase R$ 1 mil para filha de 2 anos levar para escola

Arthur Aguiar e Jheny Santucci estão esperando o primeiro filho juntos, depois de terminarem o namoro - (Foto: Reprodução/Instagram)

Família

Namorada de Arthur Aguiar chora ao desabafar sobre problema com o filho recém-nascido

Lore Improta disse quando pretende ter o segundo bebê - (Foto: Reprodução/Instagram)

Família vai aumentar! 👨‍👩‍👧‍👦

Lore Improta fala sobre a chegada do 2º filho com Léo Santana: 'Curtir nossa família'

Giselle Prattes também é atriz - (Foto: Reprodução/Instagram)

Família

'Sogra' de Sabrina Sato, mãe de Nicolas Prattes foi paquita e engravidou aos 18 anos

Mãe descobre que filha estava deixando bilhetes com pedidos à faxineira (Fotos: reprodução TikTok)

Família

Mãe conta que descobriu que filha de 6 anos estava deixando recados para faxineira e viraliza

Receba o melhor do nosso conteúdo em seu e-mail

Cadastre-se, é grátis!