Idoso de 90 anos se encanta com animal e decide adotar cachorra que ficou 4 anos sem lar

O João Reinato, de 90 anos, decidiu adotar uma cachorra após visitar um canil no interior de São Paulo. A conexão foi imediata entre cão e dono

Resumo da Notícia

  • O João Reinato decidiu adotar uma cachorra que estava abandonada há mais de 4 anos
  • A conexão entre o cão e o dono foi à primeira vista
  • O idoso já tem uma cachorra, a Pipoca. Que agora fará companhia à Mila

O João Reinato, de 90 anos, decidiu fazer uma visita ao Canil Municipal de Jaú, localizado no interior de São Paulo. No entanto, em dado momento da visitação, o homem se apaixonou pela primeira vista por uma cachorra. Sendo assim, decidiu levar para casa e adotá-la. O caso foi divulgado pelo portal Razões Para Acreditar, nesta segunda-feira, 11 de abril.

-Publicidade-

A adoção aconteceu em janeiro de 2022, quando o João viajou da cidade Dois Córregos, onde mora, até Jaú. Era apara ser um dia apenas de visitação aos cães resgatados pelo Canil, algo de praxe que o idoso sempre fez ao longo da vida. O João Aparecido, filho que acompanhou o pai durante todo o trajeto, disse que o Seu João Reinato “adora visitar os animais”.

Ao chegar no local, se deparou com a Mila, cachorra com que criou um grande afeto de início imediato. “Ele ama cachorros. O encontro com a Mila [não poderia ter sido mais amável]. Enquanto ele repetia ‘Mila, Mila, Mila’, ela olhava para ele com carinho”, disse o filho.

O idoso teve uma conexão imediata com a Mila, cachorra abandonada há 4 anos (Foto: Reprodução/Razões Para Acreditar)

Segundo o Canil Municipal de Jaú, a Mila estava há 4 anos esperando ser adotada. Agora, a cachorra fará companhia à Pipoca, outra cachorra que o João Reinato tem em sua residência.

Em nota à imprensa, o Canil disse que a adoção já era algo “predestinado”, visto que, foi perceptível a conexão entre o João e o animal. “De repente, ele viu a Mila e aí tudo mudou. Parecia que a vida inteira eles estavam esperando por este momento. O final da história? Está fácil: com certeza eles serão amigos para sempre”.

De acordo com a família, o amor do idoso pelos animais é algo inexplicável. Pois, o Seu João tem deficiência auditiva agravada pela idade, logo, enxerga nos animais um grande amor, afeto e companheirismo.