Itália acredita ter atingido o pico de casos de coronavírus e alerta: “Todos precisamos tomar cuidado”

As informações vieram de Silvio Brusaferro, presidente do Instituto Superior da Saúde (ISS) do país, a declaração indica que a curva de contágios deve se manter estável por um tempo, antes de começar a cair

Resumo da Notícia

  • Itália atingiu o pico da pandemia do novo coronavírus
  • Silvio Brusaferro residente do Instituto Superior da Saúde (ISS) da Itália, realizou declaração
  • Brusaferro alertou que o eventual relaxamento das medidas de confinamento
Itália atingiu o pico da pandemia do novo coronavírus (Foto: Getty Images)

Nesta terça-feira, 31 de março, Silvio Brusaferro, presidente do Instituto Superior da Saúde (ISS) da Itália, afirmou que o país atingiu o pico da pandemia do novo coronavírus, de acordo com Istoé.

A Itália registrou o menor aumento percentual no número de casos desde que a Defesa Civil passou a divulgar apenas um balanço diário, em 28 de fevereiro, com crescimento de 4,1% – já são oito dias seguidos de expansão abaixo de 10%. Segundo Brusaferro, isso não quer dizer que os contágios começarão a cair imediatamente. “Dizer que chegamos a um platô significa que chegamos ao pico, mas este não é uma ponta, é um planalto do qual agora precisamos descer”, disse.

Silvio ainda alertou que o eventual relaxamento das medidas de confinamento pode fazer a pandemia ganhar força novamente. “Precisamos ser cautelosos”, acrescentou. A Itália tem 101.739 casos do novo coronavírus. O número de óbitos por dia continua elevado, foram 812 na última segunda-feira, 30 de março, mas esse dado não está necessariamente ligado ao ritmo de novos contágios.

A Itália registra 101.739 casos do novo coronavírus (Photo by Marco Di Lauro/Getty Images)

Agora, você pode receber notícias da Pais&Filhos direto no seu WhatsApp. Para fazer parte do nosso canal CLIQUE AQUI!