Representatividade! Mãe cria boneca com nanismo para promover inclusão da filha

Bianca Oliveira do Prado, desenvolveu o projeto “Somos todos gigantes” inspirado da própria filha para aumentar a representatividade

Resumo da Notícia

  • O projeto “Somos todos gigantes” foi desenvolvido por Bianca Oliveira do Prado, conselheira do Instituto Nacional do Nanismo
  • Mãe de Luiza, de quatro anos, ela se inspirou na própria filha e desenvolveu uma parceria com uma artesã
  • Foi por causa da menina, que Bianca foi em busca por atividades e inclusão e estimulação

O projeto “Somos todos gigantes” foi desenvolvido por Bianca Oliveira do Prado, conselheira do Instituto Nacional do Nanismo. Mãe de Luiza, de quatro anos, ela se inspirou na própria filha e desenvolveu uma parceria com a artesã Caroline Oliari, que ajudou a criar uma boneca com nanismo para promover a inclusão.

-Publicidade-
Mãe desenvolve boneca com nanismo para promover inclusão da filha (Foto: GettyImages)

No oitavo mês de gestação, ela descobriu que a filha teria nanismo e o nascimento de Luiza transformou a vida do marido e de Bianca. Foi por causa da menina, que Bianca foi em busca por atividades e inclusão e estimulação, que Bianca conheceu o Instituto Nacional do Nanismo. “Eu me emociono sempre que falo dela, não é um choro de tristeza, é de felicidade, de amor, do que ela tem nos ensinado e a todos que convivem conosco. É uma lição de vida diariamente”, disse para o Só Notícia Boa.

Mãe cria boneca com nanismo para aumentar representatividade (Foto: Reprodução / Só Notícia Boa)

A artesã adorou a ideia e passou um ano desenvolvendo o protótipo que surpreendeu a mãe. Entre as quatro opções, uma tinha todas as características de Luiza, que também aprovou a boneca e não desgruda dela. “A Carol comprou esse projeto comigo e começamos a trabalhar em cima da boneca e como ela fica separada de mim, fica com a minha sogra na praia a semana toda, a boneca veio como consolo”, fala.

Bianca se emociona com o desenvolvimento e a inclusão a partir de uma simples ação. As bonecas podem ser encomendadas, personalizadas. O dinheiro arrecadado com as vendas é revertido para o Instituto Nacional do Nanismo.