Menino precisa cortar o cabelo após ficar 3 semanas sem escovar: “12 horas para tirar um nó”

A mãe do garoto teve que levar ele ao cabeleireiro e após horas tentando desfazer o nó, a única opção foi cortar a parte emaranhada. O menino estava deixando o cabelo crescer para fazer uma doação.

Resumo da Notícia

  • Menino não penteia parte de trás do cabelo e tem que cortar
  • Ele estava na casa dos avós pois eles testaram positivo para covid-19
  • Os avós não ajudaram o menino pois não achavam correto o "garoto ter cabelo cumprido"
  • A mãe postou no tiktok explicando a história e viralizou na plataforma

Mãe contou que o filho ficou em quarentena com os avós por terem testado positivo para covid-19 mas durante as três semanas, ela falava para o filho escovar o cabelo. O menino não alcançava a parte de trás do cabelo e disse para mãe que precisava de ajuda mas quando a mulher foi falar com os avós do garoto, eles se recusaram a ajudar pois falaram que ‘meninos não deviam ter cabelos longos’.

-Publicidade-

Como consequência de não pentear o cabelo por completo, um emaranhado se formou. O garoto não cortava o cabelo fazia 4 anos pois queria doar quando tivesse comprimento. MmQuando a quarentena acabou e o menino voltou para casa da mãe, ela observou os nós na parte de trás do cabelo do filho. A mãe até levou ele no cabeleireiro mas pouco mais de 12 horas não resolveram o problema e foi chego a uma conclusão: o cabelo deveria ser cortado.A parte do nó foi cortada porém o garoto deixou as laterais para que conseguisse doar o cabelo que sobrou para “Wigs for Kids”.

Menino corta cabelo após não pentear atrás
Menino corta cabelo após não pentear atrás (Foto: Reprodução / Tiktok)

A mãe gravou um vídeo no tiktok e contou a história para os internautas. “Seus avós se recusaram a ajudar por causa de suas próprias crenças pessoais e alegaram que meu filho é o culpado por seu cabelo emaranhado” iniciou ela. “Cabelos emaranhados acontecem por negligência e abuso! Nenhuma criança deveria passar por essa dor física e emocional”.

Por fim, a mãe concluiu dizendo “últimas três semanas com seus avós mudaram sua vida e eu nunca vou deixar isso acontecer novamente.”
Os espectadores do vídeo falaram sobre o caso nos comentários. “Meu coração está partido por ele. Mas estou tão orgulhosa de você, mãe, por proteger seu filho e defendê-lo” disse uma internauta. A mãe respondeu o comentário, falando que sempre irá apoiar o filho desde que ele não esteja ferindo outras pessoa e também elogiou o garoto dizendo que ele é “um pequeno maravilhoso”.