Relato de mãe: “Minha irmã escolheu o nome da minha filha falecida para o bebê dela”

Em um relato anônimo publicado no Reddit, uma mulher desabafou sobre uma crise familiar. Ela ainda conta que, segunda a irmã, ela gosta desse nome “desde o funeral”

Resumo da Notícia

  • Uma mulher desabafou sobre uma crise familiar no Reddit
  • A autora do post contou que a irmã escolheu o nome da sua falecida filha para batizar a nova bebê
  • Ainda segundo ela, a moça "gosta do nome desde o funeral"
  • O caso dividiu opiniões na internet

Uma mulher publicou uma verdadeira crise familiar que está enfrentando para os seguidores do Reddit. Segundo ela, a irmã escolheu batizar a nova bebê com o nome de sua falecida filha. A autora do post ainda diz que a irmã alegou que “sempre gostou do nome, desde o funeral”.

-Publicidade-

Em publicação anônima, a mulher contou que estava esperando gêmeos – mas a menina infelizmente faleceu. Ela se chamava Daphne. A mãe contou que a irmã manteve a escolha em segredo e, agora, a família está do lado dela.

“Eles ficam me perguntando porque eu me importo. Minha bebê não está mais entre nós, portanto os nomes iguais não podem causar confusão. Eles acham que fiz uma cena e estraguei o nascimento da minha sobrinha”. A mulher ainda conta que vive uma frágil relação com a irmã, e que já viu episódios em que a outra moça se encheu de raiva.

“Nos afastamos conforme fomos crescendo”, esclareceu. “Ela tinha atitudes muito invejosas. Por exemplo, ela odiou o fato de que fiquei noiva antes dela – e fez um escândalo dizendo que só iria para o nosso casamento quando estivesse noiva também”.

(Foto: iStock)

O nome escolhido pela irmã era, até então, Theodora. “Eu achava lindo”, comentou a mulher. “Eu estava levando presentes para ela, quando vi meu pai construindo uma enorme caixa de brinquedos com o escrito ‘Daphne’. Quando a questionei sobre a situação, ela me disse que o bebê se chamava Daphne e Theodora era o segundo nome – e que ninguém usa o segundo nome”.

A partir daí, a autora confessa que surtou. “Fiquei chateada e comecei a gritar, perguntando se aquele era algum tipo de pegadinha de mau gosto. Ela me disse para deixá-la em paz, que eu não era dona do nome e que gostava dele desde o funeral da minha bebê”. A cena dividiu a opinião dos internautas nos comentários.

“Acho que você deveria repensar porque mantém essas pessoas em sua vida”, declarou um internauta. Outro ainda completa, “Eu cortaria contato com toda a minha família depois dessa”. Uma seguidora ainda relembrou a própria experiência, “Perdi o bebê durante a gravidez, e essa é uma perda que dura para sempre. Mesmo quando achamos que ela foi embora, ela ainda está lá”.