Viúva de Kobe Bryant processa policiais após divulgarem fotos dos corpos no acidente do marido e da filha

O ex-jogador de basquete e Gianna faleceram em janeiro depois da queda de um helicóptero na Califórnia, outras sete pessoas também perderam a vida na tragédia

Resumo da Notícia

  • Vanessa Bryant moveu uma ação contra o Departamento do Xerife do Condado de Los Angeles
  • De acordo com o documento, pelo menos 8 policiais tiraram fotos das crianças, pais e treinadores mortos no acidente e divulgaram sem autorização das famílias
  • O acidente aconteceu em janeiro deste ano e levou a vida do ex-jogador de basquete Kobe Bryant, sua filha Gianna e mais 7 outras pessoas
Kobe e a filha morreram em um acidente aéreo, na Califórnia, a caminho de um torneio de basquete que a menina iria participar (Foto: reprodução / Instagram @vanessabryant)

Vanessa Bryant entrou com uma ação para processar o Departamento do Xerife do Condado de Los Angeles. A americana diz no documento que os policiais divulgaram fotos não autorizadas do acidente trágico de helicóptero na Califórnia que levou a vida do marido Kobe Bryant, ex-jogador de basquete, e da filha Gianna. As informações são do jornal Los Angeles Times.

A reportagem explica que Vanessa conta que o xerife Alex Villanueva conversou com ela e garantiu que protegeria a privacidade da família. Além de Kobe e Gianna outras sete pessoas que estavam à bordo do helicóptero morreram na viagem para um torneio de basquete onde a filha do ex-jogador iria disputar uma partida.

Vanessa Bryant está processando 8 policiais por tirarem fotos do acidente e divulgarem sem a autorização das famílias (Foto: reprodução / Instagram @vanessabryant)

Diz a ação de Vanessa contra o estado que “não menos que oito policiais estava no local tirando fotos com o celular de criança, pais e treinadores mortos”. A viúva acredita que não tinha propósito investigativo as imagens que os oficiais fizeram das famílias. “Em vez disso, eles tiraram fotos para seus próprios fins pessoais”.

Em fevereiro, mês seguinte a tragédia, imagens do local e dos corpos foram divulgadas na internet. De acordo com UOL, a ação cita que “a senhora Bryant ficou angustiada ao saber que o departamento não iniciou uma investigação formal até depois que o L.A Times divulgou a história”.

Agora, você pode receber notícias da Pais&Filhos direto no seu WhatsApp. Para fazer parte do nosso canal CLIQUE AQUI!