;
Criança

O que aconteceria se seu filho escolhesse seu look durante uma semana?

Summer Bellessa aceitou o desafio e a experiência rendeu uma boa história para contar! Além disso, ela fez descoberta libertadora. Vem ver!

Redação Pais&Filhos

Redação Pais&Filhos

roupa1

(Foto: Reprodução Arquivo Pessoal Summer Bellessa)

Quanto tempo você demora para escolher as roupas que vai usar durante o dia? Você aceita opinião dos outros ou geralmente a sua basta? Essa mãe contrariou todas as expectativas e deixou que seu filho escolhesse seus looks por uma semana. Depois desse tempo, ela fez uma descoberta que mudou a vida dela – e que pode mudar a sua maneira de se vestir também! Confira a história:

“Eu tenho escolhido as roupas que meu filho usa desde que ele nasceu. Por isso, pensei que seria divertido trocar os papéis e deixá-lo escolher as minhas durante alguns dias. Que ideia maluca, não é? Eu gosto de todas as roupas do meu armário e misturo e combino peças o tempo todo. Bem, podemos dizer que foi algo interessante. E mais do que apenas interessante, foi uma experiência divertida que tive com o meu filho. Eu também aprendi algumas coisas sobre o meu pequeno fashionista. Confira agora o íncrível senso de estilo do Rockwell.

DIA 1

roupa2

(Foto: Reprodução Arquivo Pessoal Summer Bellessa)

Os primeiros itens escolhidos foram muito bons: minha camiseta do Bob Dylan com uma saia cinza e meia calça escura. Escolha maravilhosa, de Rock. Mas antes que eu pudesse terminar, ele apontou para os meus sapatos nude.

“Você tem certeza que quer esse par de sapatos com essas meias?” eu perguntei.

“Sim”, ele disse. “E quero o casaco azul também”, ele acresceu sem hesitar.

Desci as escadas para mostrar ao meu marido minha roupa. Esperei por risadas, mas ele não notou nada de diferente. Decidi que sua falta de reação foi porque eu constantemente estou usando roupas  um pouco fora do comum. Então, não o pressionei porque imaginei que em seguida viria um “Você fica bonita com qualquer roupa”.

DIA 2

 

roupa3

(Foto: Reprodução Arquivo Pessoal Summer Bellessa)

Essa provavelmente foi a minha roupa favorita. Essa leggin de bolinhas combinou muito com a minha camiseta do Mickey. E mesmo que não tenha ornado com os sapatos, ainda tem um ar engraçado. Quase uma homenagem à Minnie.

DIA 3

roupa4

(Foto: Reprodução Arquivo Pessoal Summer Bellessa)

Começou pelas meias.

“Eu gosto de flores”, ele me explicou enquanto apontava para meus novos pares de meia Woven Pear. A escolha do vestido também fez sentido depois que ele justificou a escolha, “As duas roupas têm flores”.

Sua alegria para escolher os sapatos foi enorme. “Esse!”, ele pediu.

Sorri para ele e juntei as três peças. Então, perguntei se eu deveria colocar um suéter. “Mas que tal essa jaqueta?”, ele perguntou timidamente. “Ficaria perfeito!” eu disse. Foi muito engraçado ver o rosto dele quando aceitei a sugestão que ele tinha proposto.

(Obs: Eu tinha consciência da minha aparência aquele dia, mas para a minha surpresa não houveram olhares julgando ou curiosos. Ao invés disso, uma mulher me parou para dizer que minhas meias eram legais!)

DIA 4

roupa5

(Foto: Reprodução Arquivo Pessoal Summer Bellessa)

Esse look foi quase que um desafio. Meu filho escolheu camisetas para mim… e só.

“Eu não posso ir lá para fora sem calças”, eu expliquei para o meu filho de 3 anos. “O que você acha de trocarmos uma dessas camisetas por uma calça?”.

Ele balançou a cabeça em sinal de que tinha entendido o pedido e apontou para uma calça. Ele também tirou do armários dois pés de sapato de uma pilha. Não acho que ele tenha percebido que eram dois sapatos diferentes… Bom, se meu closet estivesse organizado, ele provavelmente não teria esse problema.

roupa6

(Foto: Reprodução Arquivo Pessoal Summer Bellessa)

DIA 5

roupa7

(Foto: Reprodução Arquivo Pessoal Summer Bellessa)

Essa camiseta foi escolhida porque tem desenhos de flechas – e o Rockwell gosta muito de flechas. Ele começou a procurar por alguma calça que tivesse esse mesmo desenho, mas no fim teve que escolher um simples jeans. “Acho que você precisa procurar alguma calça que tenha flechas” ele seriamente me informou.

Bom, acho que preciso mesmo.

Ele também escolheu duas botas diferentes: uma galocha de chuva e uma bota marrom. Depois de examiná-las, ele me perguntou “Elas são parecidas?”. “Sim, elas são”, eu respondi.

Posso afirmar que ele estava feliz que era o último dia que ele escolhia o que eu precisava vestir. Sua agenda está lotada de coisas divertidas de criança para fazer e escolher minhas roupas estava tirando muitas horas do seu dia. Quando era a hora de me ajudar, ele preferia andar de bicicleta ou pintar.

Então, o que eu aprendi com essa experiência? Muito de ser mãe é dizer aos outros o que fazer e foi muito terapêutico para nós dois inverter os papéis, mesmo que de uma maneira simples. Ele gostou de ter suas opiniões escutadas, mas ele também se cansou disso depois de um determinado momento. Eu recomendo que você faça o mesmo e deixe seu filho escolher suas roupas por um dia durante essa semana para ver como é. Além de ser algo que você vai sempre lembrar, será algo libertador. Eu me dei conta de como são poucas as pessoas que ligam para o que você está vestindo. A pressão que nos faz parecermos sempre de uma certa maneira é apenas uma pressão que nós mesmos colocamos sobre nós. Eu usei dois pés diferentes de sapatos por dois dias e ninguém reparou nisso até eu comentar sobre. Você pode ser divertido com as roupas que usa, básicas ou não, mas tudo isso realmente depende apenas de você.

A minha última aprendizagem minha foi que eu preciso ter momentos para ser boba. Tolices são boas para seu filho e para seu coração também. Não se leve tão a sério: são apenas roupas.”

Leia também

Amamos! Já imaginou uma loja de roupas da Disney? Ela existe!

Casal de velhinhos combina roupas todos os dias e bomba no Instagram

Incrível! Menina cria linha de roupas para lutar contra racismo