Três filhos e uma baita diferença de idade

Como organizar a casa depois de tanto tempo sem bebê? É tudo novo de novo

Gabriel tem 12 anos e Rafael tem seis. Seis anos depois estou aqui, grávida de um filho ou filha. Ou filhos, quem sabe? (calma, é apenas um! Rs). Como dar essa notícia? Já tenho duas crianças em realidades de vida bem diferentes. Digo que são dois filhos únicos, duas gerações diferentes, um é geração Netflix, outro é Mundo Gloob. E agora, quem vem? A era Discovery Kids está de volta!

Cada coisa acontece no seu tempo (Foto: iStock)

Depois do nosso susto e felicidade, com os exames em mãos e a certeza de um exame de sangue positivo, juntamos os meninos para a notícia: tem um bebê aqui na minha barriga. “Mãe, você está grávida?!?!”, exclamou o mais velho. “Como entrou um bebê aí?!”, duvidou o mais novo.

Sim, teremos mais uma criança nesta casa. Houve mil perguntas, choro, mais perguntas, questionamentos práticos do tipo onde cada um vai dormir, como vai caber na casa, se teremos dinheiro ou como eu vou trabalhar com três filhos. Houve risada e cara de susto. Mas, no fim, uma sensação tão boa, uma harmonia e uma cumplicidade que estava precisando acontecer aqui em casa.

Estávamos a pouco mais de 30 dias isolados quando demos a notícia para as crianças. Era um momento em que as férias escolares tinham sido antecipadas, e a raiva por estarem enclausurados dominava. O cenário triste do país já começava a impactar as crianças e, mais um bebê em casa, ressignificou a nossa relação familiar.

Os meninos mudaram do dia para a noite. Mais carinho, mais compreensão, cuidado comigo, mais atenção a tudo e a todos. Era uma sensação do tipo: precisamos sair dessa! A história começava a ser contada diferente num ano diferente, onde tudo de mais diferente está acontecendo. A nossa vida se torna, a partir de então, bem diferente do que esperávamos quando estávamos na praia no dia primeiro de janeiro de 2020. Nanna é meu nome. Mãe de três e grávida aos 40, o sobrenome.