Criança

4 dicas para ensinar seu filho a como higienizar o corpo

Chega de passar sufoco! A gente te ajuda

Jéssica Anjos

Jéssica Anjos ,filha de Adriana e Marcelo

(Foto: iStock)

Crianças a partir dos 9 anos de idade podem ter espinhas (Foto: iStock)

Escuta essa história: ao levar a filha de 7 anos para a escola uma mãe de Oregon, Estados Unidos, percebeu um leve cheiro de cebola, mesmo não tendo nenhum alimento dentro do carro. Algumas semanas depois ela sentiu o mesmo odor enquanto lavava roupa. A mãe pegou uma das camisetas e percebeu que o cheiro estava nas axilas da menina.

Crianças a partir dos 9 anos de idade podem ter espinhas, odor corporal e outras coisas relacionadas à higiene. Porém um estudo recente aponta que “Mesmo que o seu filho ainda não mostre qualquer sinal de puberdade, a partir dos 7 anos é a melhor idade para começar a transferir a responsabilidade pelo cuidado corporal para ele”, diz Wendy Sue Swanson, MD, consultora e pediatra do Hospital Infantil de Seattle.

1. Desodorante

Se o seu filho começou a suar durante as aulas de educação física ou quando está nervoso, provavelmente é hora de tornar o desodorante parte de rotina matinal dele. “Pergunte se ele percebeu que está suando mais”, aconselha Swanson. “Diga para o seu filho que é normal isso acontecer à medida que a gente envelhece e que o desodorante ajudará a encobrir o odor”.

(Foto; iStock)

Cada vez mais crianças entre 7 e 8 anos desenvolvem acne (Foto: iStock)

2. Lidando com as primeiras espinhas

Dermatologistas estão começando a ver cada vez mais crianças de 7 e 8 anos com acne leve, como brancos e pretos na testa, nariz e queixo. Novas diretrizes de tratamento, apoiadas pela Academia Americana de Pediatria, dizem que muitas vezes você pode tratar acne leve em crianças desta idade com um produto sem receita que contenha peróxido de benzoíla. “Até agora, a pesquisa mostra que é mais eficaz do que o ácido salicílico, outro ingrediente comum cremes”, diz Lawrence Eichenfield, dermatologista pediátrico no Rady Children’s Hospital, em San Diego.

Uma dica é prestar atenção nos ingredientes em produtos vendidos sem receita antes de aplicar no seu filho. E para ajudar na autoestima você pode até mostrar de suas fotos adolescentes com espinhas. Sugira que ele limpe o rosto no mínimo duas vezes por dia com sabonete anticéptico. Não deixe esfregar com muita força, apenas o suficiente para soltar a sujeira oleosa que causam as espinhas.

(Foto: iStock)

(Foto: iStock)

3. Dentes na linha

Mesmo com exames regulares, seu filho ainda pode ter cáries e mau hálito se não cuidar da escovação e comer muitas guloseimas açucaradas. “Muitos pais deixam as crianças escovar e usar o fio dental sozinhas, sem verificar se fizeram um bom trabalho”, diz Mary Hayes, dentista pediátrica de Chicago e porta-voz da American Dental Association.

Os dois erros mais comuns de escovação: não passar o fio-dental sobre a linha da gengiva onde a maioria das placas se acumulam e não escovar a língua, onde as bactérias que causam o mau hálito se desenvolvem.

4. Evitando cabelo oleoso

Se o cabelo do seu filho, de 7 ou 8 anos, estiver começando a parecer oleoso, a puberdade provavelmente não é a culpada. Em vez disso, a culpa pode ser de resíduo de shampoo ou condicionador que ele não retira durante o banho, diz Cozy Friedman, fundador dos salões Cuts for Kids da Cozy, em Nova York. “Algumas mães com filhos dessa idade ainda enxaguam o cabelo das crianças com um potinho”, diz Friedman. Mas como o cabelo de uma criança fica mais longo e mais grosso, é melhor fazer a transição para deixá-la lavar o próprio cabelo no chuveiro.

(Foto: iStock)

(Foto: iStock)

Leia também:

12 dicas para facilitar sua vida na hora de dar banho no seu bebê

Por que os recém-nascidos precisam de banho de sol?

6 maneiras de dar banho no bebê sem afogá-lo