Aprenda seis formas práticas de motivar seus filhos

Especialistas que desvendaram o mistério do que faz e o que não faz as crianças melhorarem seu comportamento dão dicas valiosas para nós

Foto: Shutterstock
Foto: Shutterstock
  1. Sem recompensas

Oferecer recompensas às crianças para que elas realizem suas tarefas  diárias ou se comportem bem pode ajudar naquele momento do desespero.

-Publicidade-

Mas isso vira um problema quando algumas crianças deixam de fazer a tarefa porque não haverá recompensas ou passam a exigir recompensas para fazer tarefas básicas, responsabilidades importantes.

Leia também:

Traduzimos o que quer dizer cada comportamento do seu filho

-Publicidade-

Os terríveis dois anos: saiba o que esperar a fase da birra

5 desculpas que usamos todos os dias para mimar nossos filhos

A solução é encorajar seu filho a se sentir bem com o que ele faz, como a satisfação ao aprender uma nova habilidade ou a sensação de um trabalho bem-feito realizado.

  1. Boas conversas

Converse mais com seu filho. Mostre para ele qual é o sentido de suas tarefas e deveres, isso é básico! Assim, ele vai se sentir encorajado a pensar mais e vai querer mostrar a você a importância do que está fazendo.

É difícil, mas tente evitar palavras como “deve” ou “tem que”, já que elas criam um senso de obrigação e não ajudam a trazer um significado. Mostrar-se sempre disponível também é importante, assim a criança pode dividir o que pensa e sentir que os pais estão ao seu lado dando apoio para o que ela precisar.

  1. Abrace as imperfeições

A maioria das crianças gosta de cumprir tarefas que ajudam na rotina doméstica, porém perdem o interesse quando os pais impõem que seja feito rápido ou com perfeição.

Quando seu filho arrumar a cama, aprecie seu ato e nem ligue  se o edredom está torto. Quanto às tarefas que seu filho não gosta de fazer, busque dar opções, como por exemplo deixá-lo escolher se quer escovar os dentes antes ou depois do banho.

Foto: Shutterstock
Foto: Shutterstock

 

Essa oportunidade de escolha dá às crianças um senso de autonomia, eles gostam de acreditar que o que estão fazendo é parte de uma escolha e não uma obrigação.

  1. Considere suas capacidades

Não dê punições para seu filho caso ele não consiga cumprir uma tarefa. Se ele sente que não é capaz de fazer algo, entenda o que está acontecendo com essa sensação.

Se você sentir que precisa de mais respostas, procure conversar com o professor ou pediatra dele.

  1. Dê o exemplo

Esta é uma dica bem simples e quase intuitiva. Se você não quer seus filhos brigando entre si, seja o exemplo, tente resolver suas desavenças de maneira pacífica e tranquila.

Para ajudar a criança a lembrar das boas maneiras, use sempre “por favor” e “obrigado”. Afinal você é o maior modelo para seu filho.

3 lições para ensinar antes da escola

Por que meu filho se comporta diferente na escola e em casa?

-Publicidade-