Três alunos são esfaqueados por colega de turma em escola no Rio de Janeiro

As vítimas são duas meninas e um menino. Eles foram esfaqueados por um colega da mesma turma, que chegou a gravar a ação

Resumo da Notícia

  • Três alunos foram esfaqueados por um colega em uma escola no Rio de Janeiro
  • Tanto as vítimas quanto o agressor tem 14 anos
  • Os adolescentes sofreram ferimentos leves
  • Eles já estão recebendo ajuda psicológica

Na manhã desta sexta-feira, dia 6 de maio, três alunos foram esfaqueados na Escola Municipal Brigadeiro Eduardo Gomes, na Ilha do Governador, Zona Norte do Rio de Janeiro. Segundo a Polícia Militar, o agressor é um colega de turma das vítimas. Ele chegou a gravar a ação.

-Publicidade-

O incidente ocorreu por volta das 9h30 da manhã. Duas garotas e e um garoto foram esfaqueados, todos com 14 anos de idade e da mesma turma da escola. Uma das meninas foi esfaqueada no rosto, no pescoço e no abdômen. Segundo a Secretaria Municipal de Educação (SME), os alunos tiveram ferimentos leves e foram levados para o Hospital Municipal Evandro Freire, que também fica na Ilha do Governador.

Um pouco antes das facadas, o agressor pegou o celular e começou a filmar. Então, ele partiu para cima de uma menina. Um professor e dois colegas intervieram a ação. Ainda não se sabe o motivo da agressão, mas o garoto de 14 anos foi detido na hora. De acordo com a Polícia Militar, uma equipe da Patrulha Escolar do 17º BPM aguardou a chegada dos pais do aluno na escola para conduzi-lo à 37ª DP para registrar a ocorrência.

Três alunos são esfaqueados por colega de turma em escola no Rio de Janeiro
Três alunos são esfaqueados por colega de turma em escola no Rio de Janeiro (Foto: Reprodução/TV Globo)

A Secretaria Municipal de Educação (SME) afirmou que o aluno que esfaqueou os colegas já estava recebendo suporte psicológico do Centro de Atenção Psicossocial Infantojuvenil da Ilha do Governador. “O Capsi também está dando suporte aos alunos e famílias, tanto das vítimas quanto de outros estudantes que testemunharam o ocorrido.”

Por volta das 11h30 da manhã, o prefeito Eduardo Paes chegou ao colégio. “A situação está sob controle. Estive também no Hospital Evandro Freire, e as crianças passam bem e devem ser liberadas ainda hoje [sexta]”, declarou.