Criança

Veja como fugir do óbvio na hora de montar o quarto do seu filho

Nem rosa, nem azul. É possível utilizar cores neutras e abusar da criatividade

Redação Pais&Filhos

Redação Pais&Filhos

infant-baby-room-picture-id610967450

O teste de gravidez deu positivo. Mil coisas começam a passar pela sua cabeça e dentre elas irá surgir uma nova (e divertida) preocupação: como montar o quarto do bebê. Assim que as pesquisas começarem você vai se deparar com milhares de opções, uma mais incrível que a outra. Mas como fugir do tradicional? Melhor, como se livrar do estereótipo de gênero? O Decoradornet reuniu 5 dicas de profissionais para ajudar a sua organização.

Como decorar o quarto da criança para que não seja necessário mexer tanto conforme ela for crescendo?

Resposta de Hayssa Leão

O melhor jeito é colocar peças fáceis de serem substituídas, conforme a mudança das fases da criança. Exemplo no projeto com a mesinha de quatro lugares e o rolo de desenho fixado na parede, posteriormente podendo ser substituído por uma escrivaninha de estudo.

Opte por sugestões de cores mais adaptáveis, com tons mais fortes que combinem com várias idades. Na escolha dos móveis, opte pelos planejados, os nichos hoje são para brinquedos, depois vão dar espaço para os livros. Também vale muito a pena investir nos adornos e no enxoval que vão ajudar a definir a fase da criança.

Como criar um ambiente aconchegante e, ao mesmo tempo, criativo?

Resposta de Isabelle Maia

Para criar um quarto de bebê que seja aconchegante e, ao mesmo tempo, criativo, é preciso, antes de mais nada, pensar no conforto das pessoas que vão passar bastante tempo ali. Itens como berço e trocador devem ter a altura correta, além das especificações recomendadas para a segurança da criança.

A cadeira de amamentação deve ser confortável e, se possível, acompanhada de um pufe e uma mesa de apoio ou prateleira ao alcance para apoiar objetos. Uma boa iluminação geral para as tarefas como trocas de fraldas e limpeza do ambiente é muito importante, e o uso de lâmpadas dimmerizadas, abajur ou arandelas, por exemplo, são fundamentais para as horas de relaxamento.

A escolha das cores é muito importante. Usar cores neutras e calmas nas paredes e mobiliário e deixar cores mais fortes por conta de nichos, prateleiras, brinquedos e objetos de decoração ajudam a deixar o ambiente tranquilo e também a mudar com facilidade a decoração ao passo que a criança cresce. Aliás, a criatividade na hora de compor a decoração do ambiente se deve ao planejamento dos mobiliários para que possam ser multifuncionais ou adaptados para que a criança possa continuar usufruindo do quarto por mais tempo.

Como fugir do “rosa para menina” e “azul para menino” e criar um ambiente mais neutro ?

Resposta de Ana Johns

Em quartos de Bebê é muito comum a decoração acabar indo para o óbvio e fazer um quarto inteiro rosa para as meninas ou inteiro azul para os meninos, mas felizmente existe uma infinidade de cores que podem ser utilizadas.

Cores como o cinza, o fendi e o bege vêm sendo muito utilizadas, já que quando usamos essas cores para as paredes e móveis os detalhes é que irão brilhar no ambiente, como quadrinhos e brinquedos, que podem ser mudados caso fique cansativo e que não deixam o quartinho ficar sem personalidade. Por isso, se for decorar o quarto de seu bebê e não quiser cair no óbvio, aposte em papéis de parede em tons neutros, móveis claros e invista em detalhes que complementem a decoração.

Como repaginar um ambiente e transformar em quarto de bebê sem gastar muito?

Resposta de Amanda Carvalho

Para criar o quarto dos sonhos não é preciso ter um grande investimento. Minha dica é utilizar móveis neutros (branco, bege, madeira) para então apostar nas cores apenas na decoração e objetos.

Aposte no predomínio da cor branca e detalhes em verde musgo e dourado. Essas duas cores são complementares e deixam qualquer ambiente aconchegante e elegante. Para as paredes sugerimos uma pintura branca e um papel de parede neutro apenas para parede principal do quarto. Propomos uma poltrona em linho para a mãe e um tapete confortável.

Meu filho tem muitos brinquedos, como guardar de forma organizada e ainda deixá-los ao alcance da criança?

Resposta de Thiago Patrício

Na concepção de um quarto infantil devemos priorizar soluções que sejam de fácil alteração, pois à medida que a criança cresce, as necessidades e gostos mudam de acordo com a idade.

Um bom recurso para o armazenamento de brinquedos são gaveteiros com rodízios, caixas plásticas empilháveis ou cestos. Para aqueles que adoram um toque de cor, o mercado oferece uma infinidade de opções de armazenamento em tons mais alegres e estimulantes.

Leia também:

11 dicas para estimular e manter cérebro saudável

Noivo abandona fotos de casamento para salvar criança 

Adotar um pet é mais legal do que comprar um. Saiba por quê!

Você gostou desse conteúdo?

Sim Não