Cachorro recusa sair do lado do dono após sua morte e impressiona com lealdade

Scooby correu atrás do agressor para tentar proteger o dono mas, infelizmente, Rogério acabou gravemente ferido e não resistiu, deixando o animal de estimação muito triste

Resumo da Notícia

  • Na quarta-feira, dia 12 de fevereiro, o dono de Scooby acabou morrendo
  • O cachorro ficou do lado durante toda a perícia
  • Claramente, conseguimos ver o quão triste o animal ficou com a perda do dono
Este é Scooby (Foto: reprodução/ Matias Moura/Jornal A Platéia)

No bairro de Divisa, em Santana do Livramento, Rio Grande do Sul, um cachorro teve uma atitude emocionante, parecendo uma cena de filme. Na última quarta-feira, dia 12 de fevereiro, depois que o dono foi morto, Scooby ficou do lado do corpo durante todo o trabalho da polícia e da funerária.

-Publicidade-

De acordo com a Polícia Civil, Auri Rogério Lemes Mendes, de 32 anos, foi visto discutindo com um homem. Imagens de câmeras de segurança registraram o momento em que o cachorro correu atrás do suspeito, que foi preso depois de ter cometido o crime, segundo o G1.

” [As imagens] mostram o agressor indo atrás da vítima e o cachorro da vítima atrás do agressor. Na tentativa de proteger o dono”, explicou Giovana Müller, delegada responsável pelo caso.

-Publicidade-

Scooby ficou do lado do dono durante todo o processo. “Dizem que o cachorro é muito amigo do homem, né? Então, eu já imaginava que ele iria ficar, porque aonde ele [Rogério] ia, o cachorro estava sempre atrás, nunca deixava ele sozinho”, lembrou a dona de casa Ingrid Martins, que conhecia a vítima desde a infância, segundo o site.

O pintor automotivo Sidnei Nunes afirmou: “O cachorro [estava] sempre com ele, nunca abandonou”. Veja o vídeo, clicando aqui.

Agora, você pode receber notícias da Pais&Filhos direto no seu WhatsApp. Para fazer parte do nosso canal CLIQUE AQUI!

    -Publicidade-