Cão espera pelo dono falecido em túmulo durante três anos: “eles nunca abandonam”

O cachorro, Bobby, seguiu o carro da funerária que encaminhava o dono até o cemitério, na Argentina, e desde então, nunca mais foi embora

Resumo da Notícia

  • Um cachorro se tornou morador do cemitério da Roca, na Argentina, ao acompanhar frequentemente o túmulo do tutor, por três anos
  • Bobby acompanha o coveiro durante o trabalho todos os dias
  • A história comoveu diversas pessoas e sempre recebe muitos cuidados

O melhor amigo do homem! Um cachorro se tornou morador do cemitério municipal da Roca, em Rio Negro, Argentina, ao acompanhar diariamente o túmulo do dono, falecido em 2018. Bobby, o cão, se deita no local onde o amigo foi enterrado e observa o luto dos familiares que frequentam o local. A situação chamou de Daniel Cisterna, coveiro do cemitério, há 16 anos.

-Publicidade-

“Seu dono morreu há três anos e, desde então, ele nunca mais deixou o cemitério. Ele ficou porque o mestre está enterrado aqui”, relatou o coveiro, ao jornal Río Negro. “Quando saio ele me acompanha até a floricultura e dá a volta”, continuou. Ele chega no local às 13h para trabalhar e o cachorro aproveita a companhia até a hora de ir embora.

Cão acompanha túmulo de dono por três anos em cemitério na Argentina
Cão acompanha túmulo de dono por três anos em cemitério na Argentina (Foto: Reprodução / Tribuna de Jundiaí)

Bobby chegou ao cemitério, após seguir o carro da funerária que encaminhava o dono para o enterro. Amigos e familiares do falecido, tentaram levá-lo de volta para casa, mas ele decidiu permanecer a espera do amigo até hoje. Segundo Adriana Carrasco, professora que sempre leva comida ao cão, relata que ele já foi castrado e é levado ao veterinário sempre que necessário.

“Isso é uma demonstração de como os cães são fiéis a seus donos. Pensar que há muitas pessoas que os abandonam, mas eles não nos abandonam. O amor que eles têm é incondicional e eles nunca esquecem”, finalizou Carrasco.