Covid-19: taxa de mortalidade reduz 46% desde pico de março em São Paulo

Durante uma coletiva de imprensa, o governador João Doria disse que a redução da taxa de mortalidade pela covid-19, quando comparada à março deste ano, reduziu 46%. Além disso, houve uma queda também nos números de internações

Resumo da Notícia

  • A taxa de mortalidade reduziu 46% desde o pico de óbitos em março
  • Atualmente, a taxa de ocupação nas UTIs em São Paulo é de 64,94%
  • No dia 15 de julho, São Paulo pode atingir 30 milhões de pessoas vacinadas com a primeira dose contra a covid-19

Nesta quarta-feira, 14 de julho, o governador do estado de São Paulo, João Doria, realizou uma nova coletiva de imprensa para divulgar um dado sobre a queda da taxa de mortalidade pela covid-19. Em comparação com o mês de março deste ano, pico da epidemia em SP, houve uma redução de 46% no número de mortes.

-Publicidade-

Segundo Doria, a taxa de mortalidade das pessoas internadas com covid-19 em março foi de 35% e em junho, caiu para 19%. Jean Gorinchteyn, secretário de Saúde de São Paulo, disse ainda que houve uma queda similar nas internações das Unidades de Tratamento Intensivo (UTIs) e também de enfermarias. Atualmente, a taxa de ocupação é de 64,94%.

Em comparação com o mês de março deste ano, houve uma redução de 46% no número de mortes por covid-19 (Foto: Shutterstock)

A queda na taxa de mortalidade foi atribuída ao aumento da cobertura vacinal no estado de São Paulo, segundo o governador. Os dados mostraram que a diminuição mais expressiva aconteceu na faixa dos 70 anos de idade, público-alvo que já recebeu as duas doses da vacina.

Até o momento, 62% dos adultos no estado receberam, pelo menos, a primeira dose da vacina contra a covid-19. Na próxima quinta-feira, 15 de julho, a previsão é de que o estado atinja 30 milhões de doses aplicadas.

Pela manhã, o Instituto Butantan entregou 800 mil doses da CoronaVac ao Programa Nacional de Imunização (PNI), do Ministério da Saúde. No dia 15 de julho, mais 200 mil doses serão entregues, completando um milhão. A previsão da entrega de 100 milhões de doses deve ser concluída no mês de agosto.