Especialistas defendem que a imprensa precisa trazer informação de forma responsável para enfrentar o coronavírus

Raúl Magallón Rosa, defende que o melhor caminho é encontrar um equilíbrio para não causar pânico na população com as notícias, mas informar de forma eficiente e com responsabilidade

Resumo da Notícia

  • Raúl Magallón Rosa fez uma declaração sobre as informações que são repassadas a população pela imprensa
  • Ele defende que as redes sociais devem ser usadas como plataformas de inteligência colaborativa
  • Ninguém sabe ao certo o que irá acontecer nas proximais semanas, portanto ele aconselha questionar os especialistas e não causar pânico na hora de repassar as informações para a população
(Foto: Getty Images)

De acordo com Raúl Magallón Rosa, professor do Departamento de Comunicación da Universidade Carlos III, da Espanha, em uma publicação no site The Conversation, divulgada pelo jornal ANJ online, os jornalistas e os veículos de notícia tem um novo desafio para enfrentar com a situação do Covid-19 no mundo: encontrar um equilíbrio entre a informação e a responsabilidade. Ele defende que isso é importante para não causar pânico na população.

-Publicidade-

“As fontes utilizadas, o idioma escolhido, as diferentes abordagens e o conhecimento da complexidade, dinamismo e natureza global do fenômeno e o compromisso de combater o sensacionalismo são alguns dos desafios que jornalistas e fontes oficiais enfrentarão”, explica Raúl, ressaltando a importância das  iniciativas globais e locais de utilizar fontes oficiais e de especialistas sobre os principais temas relacionados à nova doença.

O professor também ressalta que as redes sociais devem ser utilizadas pela imprensa como plataformas de colaboração para a repercussão das notícias, fornecendo aos leitores orientações sobre o que fazer para se proteger do vírus, dando iniciativas espontâneas aos cidadãos para se adaptarem aos novos hábitos que acompanham a pandemia como o fechamento de escolas, isolamento social e quarentena.

-Publicidade-

Raúl lembra que a imprensa precisa ainda estar preparada para outro cenário natural neste momento: questionar especialistas com possíveis cenários sobre como será o futuro, mas com responsabilidade. Todos têm problemas para entender como os eventos acontecem e podem evoluir, pois não se sabe ao certo o que acontecerá nas próximas semanas.

Agora, você pode receber notícias da Pais&Filhos direto no seu WhatsApp. Para fazer parte do nosso canal CLIQUE AQUI!

-Publicidade-