Governo deve assinar decreto para liberar cloroquina a todos os pacientes com coronavírus

Atualmente, a recomendação do Conselho Federal de Medicina é que profissionais da saúde prescrevam o medicamento apenas em casos considerados mais graves

Resumo da Notícia

  • O uso da cloroquina atualmente é permitido em casos mais graves e com recomendação médica
  • A novidade prevê a liberação do medicamento para todos os casos de infectados por coronavírus
Até o momento o medicamento pode ser usado apenas com prescrição médica e em casos mais graves (Foto: Getty Images)

O uso da cloroquina em todos os pacientes com coronavírus – leves ou graves – deve ser liberado em breve no Brasil, segundo reportagem do Estadão da última sexta-feira (15). O novo protocolo deve ser assinado em breve.

-Publicidade-

Atualmente a orientação do Conselho Federal de Medicina (CFM) é que profissionais da área da saúde podem prescrever o uso da cloroquina se acharem necessário, mas apenas em casos considerados mais graves.

Governo deve liberar cloroquina para todos os pacientes com coronavírus (Foto: Getty Images)

Segundo entrevista de Mauro Luiz Britto Ribeiro, presidente do CFM, à Folha de São Paulo no mês passado, “Não existe nenhuma evidência científica forte que sustente o uso da hidroxicloroquina para o tratamento de covid. É uma droga utilizada para outras doenças já há 70 anos, mas em relação ao tratamento de covid não existe ensaio clínico prospectivo e randomizado, feito por grupos de pesquisadores de respeito, publicado em revistas de ponta, que aponte qualquer tipo de benefício do uso da hidroxicloroquina no tratamento”, disse.

Agora, você pode receber notícias da Pais&Filhos direto no seu WhatsApp. Para fazer parte do nosso canal CLIQUE AQUI!