Mãe denuncia ataques de vizinhos contra filho autista: “Mais uma que se faz de vítima”

Vanessa Sanches, de 34 anos, relatou em seu Facebook o ataque de intolerância que sua família sofreu na última terça-feira, 22 de abril, e publicou a conversa na rede social

Resumo da Notícia

  • Mãe faz carta aberta denunciando intolerância de vizinhos contra filho autista
  • Vanessa conta que um deles chegou a sugerir que ela se mudasse para um sítio
  • A criança está tentando se adaptar à nova rotina de quarentena, mas os vizinhos foram incompreensíveis

 

-Publicidade-
Mãe de criança autista sofre ataques de vizinhos (Foto: Reprodução Arquivo Pessoal / Facebook: Vanessa Sanches)

Vanessa Sanches, de 34 anos, é moradora de Taquara, no Rio Grande do Sul e mãe de Vicente, um menino autista de 6 anos. Na última quarta-feira, ela usou seu perfil no Facebook para fazer uma carta aberta e falar sobre os ataques de preconceito que sofreu, vindos de seus vizinhos de prédio.

“Com o início da pandemia Covid 19 e todas as ações de cuidados que os governos federal, estadual e municipal estão tomando, a rotina do Vicente foi alterada radicalmente, como de todos nós. Mas alterar uma rotina de uma criança autista sem um mínimo de preparação é extremamente delicada”, ela conta em sua publicação. Ela também disse que, de 12 vizinhos, apenas três pessoas tentaram uma aproximação com a família e o menino.

-Publicidade-

Ela continua: “Uma forma que o Vicente e diversos autistas têm de se ajustar é o que chamamos de estereotipia, que é um comportamento de repetição excessiva, que pode ser através do comportamento motor, verbal ou emocional e para quem vê aparenta ser sem motivo. A estereotipia do Vicente é motora, ele corre de um lado para o outro durante horas, parando apenas para beber água ou fazer alguma necessidade fisiológica”.

Vanessa conta que os barulhos incomodaram seus vizinhos, que começaram a se manifestar no grupo de WhatsApp do condomínio. Ela então se explicou, falando sobre a condição de Vicente e a maneira como ele tenta não ficar nervoso com a mudança de rotina. Apesar das explicações, muitas pessoas atacaram a família – algumas, além de diminuir o que estava acontecendo, chegaram a sugerir que ela deveria se mudar para um sítio.

Após se deparar com a situação de uma das vizinhas imitando os barulhos da criança, Vanessa avisou que se mudaria o quanto antes. Confira os prints do relato:

-Publicidade-