Mãe é atacada por aranha e fica com ferida aberta no braço

Sharon Brown, de 43 anos, vai ao hospital constantemente há 6 anos por conta de uma picada de aranha. Ela fazia espetinhos de frutas no jardim da casa quando o incidente aconteceu

Resumo da Notícia

  • Uma mãe estava no jardim da casa onde mora quando foi picada por uma aranha
  • A picada resultou em uma ferida que aumentou a cada dia
  • Desde então, a mãe vai ao hospital frequentemente há 6 anos

Uma mãe britânica tem feito viagens de ida e volta do hospital há 6 anos por conta da picada de uma aranha, enquanto estava no jardim de casa, que causou uma ferida aberta na mão, em 2016. Após a picada, ela começou a se sentir mal em questão de minutos.

-Publicidade-
Mãe britânica acaba em hospital após ser picada na mão por aranha
Mãe britânica acaba em hospital após ser picada na mão por aranha (Foto: Reprodução/ Kennedy News and Media)

A londrina Sharon Brown, de 43 anos, foi picada por uma aranha enquanto fazia espetinhos de frutas no jardim, na cidade de Stowmarket, localizada no condado de Suffolk, na Inglaterra. Para o portal The Mirror, Sharon contou que em poucos minutos ela começou a se sentir mal, e uma pequena ferida apareceu na mão direita.

A primeira suspeita era de que ela estava com uma reação alérgica à picada da aranha. Ao consultar com o clínico geral, ela começou a tomar antibióticos, anti-histamínicos e teve a região enfaixada. No dia do retorno, ela se surpreendeu ao descobrir que a ferida piorou ao invés de melhorar. O que era antes uma ferida do tamanho de um alfinete, se tornou em um machucado que chegava até seu antebraço. Desde então, Sharon não consegue mais trabalhar.

A mãe não achar uma cura para a ferida causada pela picada da aranha
A mãe não achar uma cura para a ferida causada pela picada da aranha (Foto: Kennedy News and Media)

“É assim que o ciclo vicioso começou”, explicou a mãe, “Eu vou para o hospital receber antibióticos na veia e a ferida começa a melhorar, mas quando chego em casa e começo os antibióticos orais a ferida piora”. Além disso, ela comentou que sofre com sangramentos constantes, e uma vez até chegou a desmaiar: “Eu desmaiei no chão e minha filha teve que chamar a ambulância para que eu recebesse uma transfusão de sangue”.