Mãe é morta a tiros pelo próprio filho nos Estados Unidos por motivo inacreditável

David, 20, atirou na própria mãe no início de abril e cogitou também atirar na amiga dela. Segundo autoridades, a mulher foi levada ao hospital para realizar uma cirurgia de remoção da bala, mas não resistiu

Resumo da Notícia

  • Um jovem de 20 anos atirou na própria mãe nos Estados Unidos
  • A mulher de 49 anos foi levada ao hospital para retirar a bala, porém não resistiu
  • Segundo o jovem, a mãe estava afastada e havia perdido a empatia por ele

Um jovem de 20 anos atirou na própria mãe nos Estados Unidos por um motivo inacreditável. David e Adriana Ohlson, 49, moram em Pensacola e segundo o jovem a mãe havia  “perdido a empatia” e parecia “ter planos de deixá-lo”. O crime aconteceu no dia 8 de abril.

-Publicidade-

O jovem manifestou a polícia que efetuou os disparos após a mãe retornar da casa de uma amiga e explicou que ela estava “muito fria” e afastada, cogitando também atirar na colega que a trouxe para a residência, sem sucesso. O garoto aproveitou um momento onde ela se aproximou para disparar contra o abdômen da mãe, que foi levada ao hospital após chamado da amiga, mas faleceu durante a cirurgia para remover o projétil. Preso, o garoto está sendo acusado por “assassinato não premeditado durante outro crime”.

O jovem matou a própria mãe a tiros nos Estados Unidos
O jovem matou a própria mãe a tiros nos Estados Unidos (Foto: Getty Images)

Apesar da motivação pouco plausível, o pai do rapaz, Aaron, que se separou recentemente de Adriana, apontou que o filho tem problemas psiquiátricos que poderiam ter interferido no momento do crime, mas não detalhou a condição do jovem, como informou a polícia.

Uma mulher de 42 anos matou a própria mãe a facadas em São Paulo. O caso aconteceu no dia 11 de abril, e Roberta Araújo mostrava nas redes sociais uma boa relação com a mãe, Dona Zélia, de 68 anos, mas essa não era a realidade, a mulher se disfarçou de homem, matou a mãe a facadas e depois saiu andando normalmente.