Mãe é presa por morte da filha recém-nascida após usar heroína durante trabalho de parto

Amanda Malpas foi presa na última quinta-feira, 17 de março, após admitir que injetou heroína em si mesma durante o parto. O caso aconteceu no Alabama

Resumo da Notícia

  • Uma mulher foi presa após injetar heroína em si mesma durante o parto
  • Amanda Malpas vive no Alabama
  • A filha dela morreu cerca de uma hora após o parto

Amanda Malpas foi presa na última quinta-feira, 17 de março, no condado de Mobile, no Alabama, após admitir que usou drogas enquanto estava grávida e, durante o parto da filha, injetou heroína em si mesma.

-Publicidade-

A menina, que nasceu no dia 5 de março, morreu e a mãe foi acusada de colocar a criança em risco químico. O caso está sendo investigado e a acusação ainda pode mudar para homicídio. Amanda deu à luz em casa e foi encontrada pelos paramédicos com a agulha ainda no braço.

As informações são da TV local AZ Family. “Ela admitiu que, quando sentiu as dores do parto e sentiu a criança romper, ela se auto administrou uma grande dose de heroína”, contou o sargento Mark Bailey, que está acompanhando o caso, durante uma entrevista.

Mãe é presa por morte da filha recém-nascida após usar heroína durante trabalho de parto
Mãe é presa por morte da filha recém-nascida após usar heroína durante trabalho de parto (Foto: Freepik)

“Esse caso é diferente. Geralmente, não vemos muitas mulheres dando à luz em sua própria residência e injetando uma grande dose de heroína intencionalmente durante o parto”. Ainda segundo a reportagem, a filha de Amanda morreu cerca de uma hora após vir ao mundo.

“Nesta situação, é um ato intencional, não apenas um ato imprudente”, esclareceu Mark. A reportagem forneceu informações de que Amanda disse que sentia muito e estava arrependida do que havia feito enquanto era levada para a delegacia, mas investigações mostraram que ela estava mentindo e não sentia remorso.