Mãe perdoa o marido após perder os filhos que foram esquecidos por ele em um carro de cachorro quente

Há dois anos, o pai saiu para trabalhar e esqueceu os filhos gêmeos em um carro de cachorro quente. Eles faleceram devido à alta temperatura que se encontrava no veículo

Resumo da Notícia

  • Pai esqueceu os filhos em um carro de cachorro quente
  • As crianças faleceram devido a alta temperatura do veículo
  • A mãe perdoou o pai após dois anos

Em 2019, Juan, de 39 anos, esqueceu os filhos gêmeos, Luna e Phoenix, de 1 ano, em um carrinho de cachorro quente por oito horas. Ele saiu para trabalhar e as deixou acidentalmente no veículo, que se encontrava em alta temperatura. Por conta disso, elas não resistiram. O fato aconteceu em Nova York, EUA.

-Publicidade-

O homem passou por um processo de julgamento, mas acabou não sendo preso, por ter sido declarado pela justiça um acidente, sem a intenção de ter um fim trágico. A esposa Marissa Rodriguez, ficou abalada com a situação e afirmou que jamais o perdoaria por isso. No entanto, dois anos se passaram e ela confessou ter aceitado o pedido de desculpas do pai.

Pai esquece bebês em carro de cachorro quente
Pai esquece bebês em carro de cachorro quente (Foto: Reprodução / Daily Mail)

“Percebi que Juan e eu sofremos de maneiras muito diferentes. Gosto de ver fotos de tempos mais felizes. Ele não. Mas ambos concordamos que nos concentramos na vida dos gêmeos, seus aniversários e lembranças divertidas, e tentamos não nos concentrar em sua morte ou perda. Eu sei que Juan nunca teria machucado nossos filhos intencionalmente. Meu objetivo era mantê-lo fora da prisão”, afirmou ela em uma entrevista ao 7news.

No dia do ocorrido, ela contou que ele havia pedido para que ela buscasse as crianças na creche. Em seguida, haviam várias chamadas perdidas dele: “Eu ouvi ele dizer repetidamente: ‘Meu amor, ai meu Deus, meu amor… Eu matei os bebês’. Ele disse a mesma coisa indefinidamente. E eu continuava dizendo: ‘Não, não, não. Não é verdade'”, relembrou.

“No momento em que ouvi a notícia, honestamente não pude acreditar que o que Juan estava me contando era real. Eu poderia dizer o quanto pânico e dor havia em sua voz, mas eu simplesmente não conseguia acreditar”, disse. “Achei que os tivesse deixado na creche antes de ir para o trabalho. Eu apaguei. Meus bebês estão mortos! Eu matei meus bebês”, contou.