Mais de 70 milhões de doses da Coronavac serão entregues até agosto: veja como vai funcionar o calendário

Em coletiva de imprensa, foi informado uma nova reclassificação do Plano São Paulo, regredindo duas regiões para a fase vermelha, além das novas medidas para bares e restaurantes

Nesta sexta-feira, 19 de fevereiro, foi realizada mais uma coletiva de imprensa pelo governo do estado de São Paulo no início da tarde. Durante a conversa, foi mostrado sobre o monitoramento de casos de coronavírus, classificação do Plano São Paulo e ainda como está o processo de imunização. Neste momento, a vacinação contra Covid-19 continua na segunda fase, em idosos.

-Publicidade-
Duas regiões de São Paulo regrediram para a fase vermelha (Foto: Getty Images)

Próximas entregas da CoronaVac

Até o momento, foram entregues no país 9,8 milhões de doses e a cada 10 vacinas aplicadas, 9 são do Instituto Butantan. De acordo com Dimas Covas, diretor do Instituto, o calendário das próximas entregas serão:

  • Entre 23 de fevereiro e 02 de março: entrega de 3,4 milhões de doses
  • 03 a 31 de março: 13,9 milhões de doses

Para abril e o segundo semestre de 2021, a previsão é de que mais doses sejam entregues, mas ainda é necessário aguardar a chegada dos insumos da China. No total geral de janeiro a março, serão entregues 27,1 milhões de doses serão entregues ao Ministério da Saúde. Em abril, é estimado a produção de 18,9 milhões de doses, e de maio a agosto mais 54 milhões de doses.

Reclassificação do Plano São Paulo

Segundo Patricia Ellen, secretária de desenvolvimento econômico, “tivemos uma melhora muito significativa nas próximas semanas. Mas, a região de Barretos e Presidente Prudente tiveram um impacto nos leitos de UTI Covid”. Com isso, ambas as regiões caem para a fase vermelha, a mais restritiva. Já no caso de Franca, houve uma melhora da fase vermelha para a laranja, e Sorocaba da fase laranja para amarela.  As mudanças passam a valer a partir da próxima segunda-feira, 22 de fevereiro.

Novas regras para bares e restaurantes

No modelo anterior, o consumo de bebidas alcoólicas na fase amarela em bares e restaurantes não era mais permitida após as 20h. Com as novas regras, a estratégia passa a funcionar até as 22h. Vale lembrar ainda que o serviço deve ser oferecido sentado, respeitando a capacidade máxima de 40%, fechamento até as 22h e mesas para até seis pessoas, como informa a secretária. Na fase laranja, as regras ainda valem até as 20h e na fase vermelha, o serviço não deve funcionar.