Pais criam comunidade digital para que crianças possam ter acesso fácil a leitura

O projeto cresceu tanto que se tornou editora e auxilia escritores e ilustradores de todas as idades

Resumo da Notícia

  • Pais criam comunidade digital gratuita e levam leitura para crianças carentes;
  • O projeto cresceu tanto que se tornou editora e auxilia escritores e ilustradores de todas as idades;
  • Tudo começou por causa da filha do casal e um tempo depois se consolidou o projeto "Historinhas pra contar”.

Pais criam comunidade digital gratuita e levam leitura para crianças carentes. O projeto cresceu tanto que se tornou editora e auxilia escritores e ilustradores de todas as idades. Tudo começou por causa da filha do casal e um tempo depois se consolidou o projeto “Historinhas pra contar”.

-Publicidade-

Tudo começou quando a filha de seis anos do casal, pediu ao pai que contasse uma história diferente, visto que ela estava cansada dos livros que já tinham. Foi nesse momento, que o pai precisou ser criativo e inventar um “era uma vez” que cativasse a pequena e a fizesse dormir.

Casal cria comunidade de leitura para crianças (Foto: Reprodução/ Instagram)

No entanto, a criatividade acabou gerando um projeto. A ideia era levar a leitura para crianças em todo o país por meio de um perfil no Instagram. O objetivo era compartilhar histórias inéditas criadas para o público infantil com outros pais.

11º Seminário Internacional Pais&Filhos – A Sua Realidade

Está chegando! O 11º Seminário Internacional Pais&Filhos vai acontecer no dia 1 de junho, com oito horas seguidas de live, em formato completamente online e grátis. E tem mais: você pode participar dos sorteios e ganhar prêmios incríveis. Para se inscrever para os sorteios, ver a programação completa e assistir ao Seminário no dia, clique aqui!

Rapidamente, o perfil atingiu 10 mil seguidores e o pai revelou ao portal Só Notícia Boa que a atitude foi uma surpresa: “Tomamos um susto com a repercussão. O projeto começou de forma despretensiosa. Da inquietude encontramos um propósito de poder entregar mais para outras famílias”.

(Foto: iStock)

Aos poucos, escritores e ilustradores foram se somando ao projeto e percebendo que, não só doavam seus talentos, como ganhavam visibilidade e novas oportunidades. “Como o conteúdo é gratuito e de acesso universal, o projeto acabou se tornando uma grande vitrine”, celebra o idealizador.