“Por que não coloquei o cinto de segurança neles?”, chora mãe que matou 2 filhos em acidente de carro

Mary McCann estava dirigindo embriagada e acima da velocidade permitida por lei em uma estrada quando cruzou a pista e colidiu com a traseira de um caminhão

Resumo da Notícia

  • Uma mãe foi presa após matar seus dois filhos em um acidente de carro
  • Ela estava dirigindo em alta velocidade e embriagada
  • As crianças estavam sem cinto de segurança e foram arremessadas dos assentos

Mary McCann, de 35 anos, estava dirigindo acima da velocidade permitida na estrada com os dois filhos dentro do carro quando atravessou a pista com o carro e sofreu um acidente após bater contra outro automóvel. Smaller, um menino de 10 anos, e Lilly, de 4, não usavam cinto de segurança no momento e morreram após a batida.

-Publicidade-

A mãe de dois foi detida depois de fazer um bafômetro e mostrar que os níveis de álcool no sangue dela estavam acima do nível permitido pela lei. Por quase uma semana, Mary fugiu do julgamento na corte e não quis encarar o que havia feito depois do funeral dos dois filhos.

Ela foi sentenciada a quatro anos e um mês de prisão depois de se declarar culpada pela morte dos dois filhos e por dirigir alcoolizada. Além disso, Mary foi banida de dirigir por sete anos e duas semanas por causa do acidente, que aconteceu quando a família voltava da festa de aniversário de Smaller.

Mãe é presa após dirigir embriagada, bater carro na traseira de um caminhão e matar dois filhos
Mãe é presa após dirigir embriagada, bater carro na traseira de um caminhão e matar dois filhos (Foto: Reprodução The Sun)

Após cruzar a pista em alta velocidade, o carro de Mary colidiu contra a traseira de um caminhão. Lilly foi arremessada para fora do carro e seu corpo foi encontrado do outro lado da estrada. Já Smaller colidiu com o banco da frente e caiu no assoalho do veículo. Os dois estavam sem cintos de segurança.

Logo após o acidente, testemunhas dizem ter ouvido Mary gritar “Deus, por que não coloquei cinto nos dois?”. Durante o julgamento, foi dito que Lilly não teria sido arremessada se estivesse sendo transportada da maneira correta dentro do carro, enquanto Smaller teria continuado no banco em que estava sentado. Uma terceira criança, de 2 anos de idade, também estava no carro e foi encaminhada ao hospital

Leia a decisão da corte após sentenciar Mary pela morte dos filhos e por dirigir alcoolizada

“A condução neste caso foi muito descuidada e perigosa. Você não tinha assentos de carro suficientes para seus filhos. Você estava sob o efeito de álcool, estava em alta velocidade, saiu de uma pista para outra e colidiu com a traseira de um caminhão, dirigido por um motorista trabalhador e cuidadoso”.

“É um caso comovente ter que condenar uma mãe por matar dois de seus próprios filhos porque ela estava bêbada e dirigindo tão mal quanto você. Eu entendo que você vai carregar a cruz do que você fez pelo resto de sua vida, esse é o resultado inevitável para esse tipo de crime. Não há punição que possa ser compatível com a perda da vida das duas crianças. É vergonhoso que você, como mãe, consiga dirigir um carro com três filhos pequenos enquanto está acima do limite de velocidade permitido para dirigir e embriagada”.