São Paulo prorroga fase de transição por 2 semanas em todo estado: entenda

Como uma alternativa ao combate da pandemia em São Paulo, foi informado a situação do estado durante uma coletiva de imprensa no início da tarde

Resumo da Notícia

  • Nesta sexta-feira, o governo de São Paulo anunciou novas medidas ao combate do coronavírus
  • A fase de transição do Plano São Paulo será prorrogado por mais duas semanas
  • O toque de recolher muda para 21h às 5h e as atividades comerciais podem funcionar até às 21h a partir do próximo sábado, 08

Nesta sexta-feira, 07 de maio, o governo do estado de São Paulo realizou uma coletiva de imprensa para anunciar novas medidas para conter a pandemia de coronavírus. O governador João Doria anunciou que a fase de transição do plano São Paulo será prorrogada por mais duas semanas – o que muda é o horário comercial, que foi ampliado até às 21h.

-Publicidade-

Essa nova medida entrará em ação a partir deste sábado, 08 de maio, e permitirá com que shoppings, lojas, restaurantes, salões de beleza, academias e outros comércios possam funcionar das 6h às 21h. Quanto ao toque de recolher, ele passa a valer das 21h às 5h. A novidade vale até o dia 23 de maio.

Novo horário comercial da fase de transição (Foto: Reprodução / Governo de São Paulo)

Patricia Ellen, secretária do Desenvolvimento Econômico, anunciou que houve desaceleração de internações em enfermarias e UTI’s. Apesar da boa notícia, ela reforçou a importância de ter responsabilidade nesse momento e lembrou: “O melhor presente de Dia das Mães é que todos estejam seguros e com saúde”.

Programação de vacinação

Como anunciado na última coletiva de imprensa, no dia 14 de maio inicia-se a vacinação de pessoas com deficiência permanente e pessoas que estão dentro do grupo de risco de 55 a 59 anos, além de 50 a 54 anos. Veja quais são as doenças consideradas comorbidades pelo Ministério da Saúde:

  • Doenças cardiovasculares
  • Obesidade mórbida
  • Doença renal crônica
  • Doença cerebrovascular
  • Anemia falciforme
  • HIV
  • Cirrose hepática

Grávidas com comorbidades em qualquer idade gestacional e puérperas de até 45 dias tambémn receberão a dose do imunizante contra a covid-19. É necessário levar o comprovante da condição de risco, exames que provem a gravidez e, no caso das mulheres que já deram à luz, a certidão de nascimento do bebê. Veja mais informações sobre a programação de vacinação.

Mais informações em instantes