Taylor Hawkins: exame toxicológico encontra mais de 10 substâncias diferentes em corpo de baterista

Autoridades da polícia colombiana que investigavam a causa da morte do músico anunciaram que o baterista teve uma overdose

Resumo da Notícia

  • Taylor Hawkins, baterista do Foo Fighters, foi encontrado morto em um hotel na Colômbia
  • Foram encontradas pelo menos dez substâncias diferentes no organismo do músico, entre elas maconha, heroína e antidepressivos
  • Autoridades da polícia colombiana que investigavam a causa da morte do músico anunciaram que o baterista teve uma overdose

Na última sexta, 25 de março, o mundo da música perdeu um dos maiores bateristas da história. Taylor Hawkins, do Foo Fighters, foi encontrado morto em um hotel na Colômbia depois de ter se apresentado no Lollapalooza da Argentina. A banda estava em turnê pela América do Sul e, neste domingo, 27 de março, faria um show no Lollapalooza Brasil.

-Publicidade-

Autoridades da polícia colombiana que investigavam a causa da morte do músico anunciaram que o baterista teve uma overdose. Segundo a Fiscalía General de la Nación, órgão equivalente à Procuradoria Geral da Nação no Brasil, foram encontradas pelo menos dez substâncias diferentes no organismo do músico, entre elas maconha, heroína e antidepressivos: “No exame toxicológico de urina realizado em Taylor Hawkins foram encontrados preliminarmente dez substâncias, entre elas: THC (maconha), antidepressivos tricíclicos, benzodiazepínicos e opioides”, declarou.

(Foto: Reprodução/Instagram)

Assim que o artista foi encontrado sem vida, um relatório policial sugeriu que a causa estivesse ligada ao uso de entorpecentes. As autoridades ressaltaram que o baterista sentiu dores no peito antes de falecer. Essa não foi a primeira overdose do artista. Em 2001, Taylor ficou em coma por duas semanas no hospital. Dave Grohl, vocalista da banda, acompanhou o amigo no hospital durante todo o período em que o baterista esteve inconsciente. Taylor chegou a revelar que tinha problemas com álcool e drogas no documentário “Foo Fighters: Back & Forth”.

Depois do incidente, o baterista tinha adotado um jeito mais saudável e contou que deixou de participar de festas com álcool e drogas: “Percebi que para ser um bom baterista, eu precisava ser uma atleta (…) Precisava se cuidar e ter uma boa vida”.

Taylor deixa dois filhos, Oliver Shane e Annabelle, e a esposa, Alison.