Vacina da UFMG: Anvisa recebe pedido para início de estudo clínico de imunizante contra a covid-19

A vacina, que leva o nome de Spintec, foi desenvolvida por pesquisadores da Universidade Federal de Minas Gerais. A primeira fase do estudo deve começar ainda em setembro

Resumo da Notícia

  • A vacina contra a covid-19, Spintec, foi desenvolvida por pesquisadores da UFMG
  • A Anvisa recebeu o pedido para início dos estudos clínicos no dia 30 de julho
  • É esperado que a pesquisa com voluntários comece em setembro deste ano

A CTVACINAS, em parceria entre a Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) e a Fundação Ezequiel Dias (Funed), enviou na última sexta-feira, 30 de julho, um pedido à Anvisa para a autorização do início do estudo clínico de fase 1 e 2 da vacina SpiNTec contra a covid-19.

-Publicidade-

Conforme as normas da Agência Nacional de Vigilância Sanitária, serão considerados a proposta com o número de participantes do estudo, além dos dados de segurança no momento pré-clínico, que foi feito em laboratório.

A vacina Spintec foi desenvolvida por pesquisadores da Universidade Federal de Minas Gerais (Foto: Freepik)

O recebimento do pedido foi divulgado neste sábado, 31 de julho, pela própria Anvisa. Chamada de Spintec, a vacina contra a covid-19 foi desenvolvida pelos pesquisadores da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG). A primeira etapa dos testes está prevista para começar em setembro com 40 voluntários, avaliando a segurança do imunizante e se existem efeitos adversos.

Em seguida, na fase 2, 150 a 300 voluntários irão participar da pesquisa. Esse é o momento de comprovar a capacidade imunogênica da vacina. Além disso, serão convocados pessoas que já tomaram duas doses da Coronavac, observando como reagiriam à terceira dose do imunizante.