Família

Vai fazer uma viagem longa nas férias? Veja dicas para evitar a trombose

Para as gestantes o problema pode ser ainda mais comum

A REDAÇÃO PAIS&FILHOS

Como evitar trombose em viagens

Se você e sua família vão viajar para algum destino distante nas férias, fique atento a alguns cuidados para evitar problemas de saúde. A Trombose Venosa Profunda (TVP) tem como principal fator causador o longo período que o passageiro permanece sentado. É assim que a formação de coágulos de sangue acontece.

“Qualquer viagem longa de automóvel ou avião, por exemplo, pode ser um fator predisponente para desenvolver a trombose venosa”, afirma Alexandre Shiomi, médico Cirurgião Vascular do Hospital Santa Cruz e Paraná Clínicas, em Curitiba.

Segundo ele, a incidência mais comum da TVP é nas pernas. “Em aproximadamente 90% dos casos, a trombose venosa profunda ocorre nos membros inferiores, devido a alguns fatores como regime de baixo fluxo sanguíneo, maior quantidade de sangue contido no sistema venoso dos membros inferiores e influência da gravidade”. Mulheres grávidas devem tomar ainda mais cuidado, pois apresentam três vezes mais chances de desenvolver trombose do que uma mulher não grávida.

Leia também

Saiba mais sobre a trombose na gravidez e como prevenir a doença

Barriga nas nuvens

Problemas de circulação podem afetar as mulheres na gravidez

 

É muito importante prevenir, já que a trombose iniciada em uma das veias das pernas pode levar a formação de grandes coágulos, que podem se desprender e migrar para a circulação do pulmão. Como consequência há a Embolia Pulmonar, que obstrui parcial ou totalmente a circulação pulmonar.

“Uma vez que o coágulo se forma, ele obstrui a veia, dificultando o retorno do sangue ao coração, provocando mais comumente dor e inchaço e menos comumente desconforto, sensação de peso, ardência, queimação, calor local, vermelhidão e alteração da temperatura” explica o especialista.

A longo prazo, os efeitos da sequela da trombose podem perpetuar os sintomas e trazer lesões na pele, feridas, varizes secundárias e predisposição à recorrência da doença. Os sintomas podem ser identificados ainda durante a viagem ou até dias após o desembarque. Nestes casos, deve-se procurar imediatamente atendimento médico em hospital munido de especialistas em Ecografia Vascular e Cirurgião Vascular, para os cuidados necessários.

Veja dicas para evitar o problema:

  1.    Realize pequenas caminhadas a cada hora

  2.    Movimente os pés e as pernas enquanto estiver sentado

  3.    Utilize roupas confortáveis e que não sejam apertadas durante o trajeto

  4.    Mantenha-se hidratado com muita água

  5.    Evite o consumo de bebidas alcoólicas

  6.    Não fume

  7.    Portadores de insuficiência venosa ou varizes devem utilizar – sob prescrição médica – meias de compressão elástica<