Mulher gasta mais de R$800 mil em fertilização para ter filho aos 47 anos: “Eu estava desesperada”

“Mesmo que nossa família tivesse que morar em uma tenda, eu não mudaria nada”, disse Suvi Mahonen, que está esperando o segundo filho graças a fertilização in vitro

Resumo da Notícia

  • Um casal gastou mais de R$800 mil com fertilização para ter o segundo filho
  • Suvi Mahonen disse que não ligaria da família ter que morar em uma tenda, contanto que ela consiga engravidar
  • Estima-se que o bebê irá nascer em dezembro, mas se não der certo eles ainda podem tentar novamente

Suvi Mahonen sempre soube que queria ter uma casa cheia de crianças. Pouco tempo depois de dar à luz sua filha Amity em 2013, a mulher de 47 anos e seu marido Luke Waldrip, 50, começaram a tentar o segundo filho. Dois anos depois, o casal, da Austrália, recorreu à fertilização in vitro para realizar o sonho de ter outro bebê – que infelizmente acabou em decepção também.

-Publicidade-

Nos últimos sete anos, Suvi e Luke gastaram mais de 134 mil libras (R$820 mil) em tratamento de fertilidade e viajaram para três continentes em busca de um segundo filho. Mas tudo valeu a pena para o casal – depois de 30 exaustivas rodadas de fertilização in vitro, eles vão se tornar pais novamente em dezembro.

A mãe explicou ao jornal The Sun: “No início, quando estávamos fazendo rodadas de meus próprios óvulos, eu estava sendo honesta com as pessoas e disse a elas que estávamos tentando fazer a fertilização in vitro. Mas aí eu parei [de falar sobre a fertilização in vitro], não aguentei, não aguentei a humilhação. Acabei dizendo às pessoas que tínhamos parado.”

A mulher realizou o sonho de ter dois filhos
A mulher realizou o sonho de ter dois filhos (Foto: Reprodução/The Sun)

“Parar e desistir tem sido algo que pensei muito às vezes. Os resultados negativos dos testes foram devastadores; eles se tornaram destruidores de almas e isso me fez sentir um fracasso.” Logo após o fracasso da primeira rodada, o casal viajou para Los Angeles para mais tratamento de fertilidade antes de conceber seu segundo bebê com um óvulo doado na clínica OLGA na Rússia – o que lhes custou mais 22 mil libras (R$135 mil).

Como parte do tratamento, o casal recebeu três óvulos doados e Suvi não se deixou acreditar que funcionaria de primeira. Ela explicou: “Estávamos nos preparando para ficar desapontados. Eu ainda estava com minha mala em cima da mesa e lembro de pensar: ‘Não vou desfazer as malas porque posso precisar voltar para a clínica na Rússia para outra transferência.’”

“Então o teste deu positivo e houve lágrimas de alegria. Mas uma grande parte disso foram lágrimas de alívio.” O casal fez vários empréstimos ao longo dos anos para financiar sua jornada de fertilização in vitro – da qual não se arrepende. “Vamos pagar a dívida pelo resto de nossas vidas, mas eu disse ao meu marido: ‘Não me importo se estamos morando em uma barraca, apenas temos nossa família. Estamos na idade em que deveríamos possuir propriedades agora, mas não temos porque priorizamos nossa família.”

Após anos tentando o casal finalmente está esperando o segundo filho
Após anos tentando o casal finalmente está esperando o segundo filho (Foto: Reprodução/The Sun)

“Ainda é cedo, então há uma chance de que algo possa dar errado, mas já temos outro embrião no gelo e temos mais duas rodadas com a clínica OLGA. Até que haja realmente um bebê recém-nascido em seu peito, a ansiedade é presente. Mas estamos muito esperançosos com essa gravidez; os sinais até agora são bons. Estamos bastante certos agora, dado este resultado positivo, que é um grande passo na direção certa, estamos bastante confiantes de que no final da jornada teremos nossos três filhos, incluindo nosso Bulldog Piper.”