Gravidez

O famoso parecetamol durante a gravidez pode afetar a fertilidade da criança

O estudo encontrou uma relação com o uso do remédio e redução de óvulos no desenvolvimento do feto

Redação Pais&Filhos

Redação Pais&Filhos

(Foto: iStock)

(Foto: iStock)

Todo mundo sabe que se automedicar é perigoso e errado, mas quando surge uma dorzinha fica fácil recorrer ao remédio para aliviar o desconforto. Só que, principalmente durante a gestação, o cuidado precisa ser redobrado, afinal, suas decisões afetam outro ser humano.

Um artigo, feito por médicos do Hospital Copenhagen University e publicado pelo Endocrine Connections, avaliou três estudos que mostravam alteração no desenvolvimento do sistema reprodutivo feminino do feto de mães que tomavam paracetamol durante a gravidez, essa prática poderia afetar a fertilidade dos filhos crianças na vida adulta.

Paracetamol é uma medicação que costuma ajudar a aliviar as dores comuns da gestação. Alguns estudos já comprovaram uma relação com o uso do remédio e interrupções no desenvolvimento do sistema reprodutivo masculino, mas ninguém tinha investigado ainda os efeitos dessa prática para o feto feminino.

As mulheres nascem com uma quantidade limitada de óvulos para reprodução no futuro. Nestes estudos, pesquisadores apontam que usar paracetamol, em doses que normalmente as grávidas utilizam para aliviar dores, afeta a evolução dos óvulos deste feto que está se desenvolvendo. Isso significa que quando sua bebê se tornar adulta, terá menos óvulos para serem fecundados, o que reduz a chance de sucesso na reprodução.

Leia também:

Os remédios naturais que realmente funcionam

Veja como acabar com o enjoo durante a gestação

14 remédios naturais para os dentinhos