Bebês

Olho no olho tem mais poder do que você imaginava

Sim, esse gesto (simples) sincroniza atividade cerebral entre você e seu filho

Redação Pais&Filhos

Redação Pais&Filhos

paper-chain-family-picture-id817348278

Quando há uma interação entre um pai e uma criança, vários aspectos de seus comportamentos podem sincronizar, incluindo seus olhares, emoções e coração, mas será que as atividades cerebrais de cada um também sincronizam? E quais as consequências disso?

Os pesquisadores do laboratório do Baby-LINC da Universidade de Cambridge realizaram um estudo para explorar se os bebês podem sincronizar suas ondas cerebrais com os adultos também, e se o contato com os olhos pode influenciar nisso.

A equipe examinou os padrões de ondas cerebrais de 36 crianças (17 no primeiro experimento e 19 no segundo) usando eletroencefalografia (EEG), que mede os padrões de atividade elétrica cerebral através de eletrodos em uma touca usada pelos participantes. Eles compararam a atividade cerebral dos bebês com a do adulto que cantava rimas infantis para a criança.

Na primeira de duas experiências, a criança observou um vídeo de um adulto, enquanto cantava rimas infantis. Primeiro, o adulto – cujos padrões de ondas cerebrais já haviam sido gravados – estava olhando diretamente para a criança. Então, ele virou a cabeça para evitar o olhar da criança, enquanto ainda cantava rimas infantis. Finalmente, ele virou a cabeça e olhou diretamente para a criança.

Como previsto, os pesquisadores descobriram que as ondas cerebrais dos bebês estavam mais sincronizadas com os do adulto quando os olhares se encontram, em comparação com quando seu olhar foi evitado. Os pesquisadores dizem que isso pode ser porque esse olhar parece altamente deliberado e, portanto, fornece um sinal mais forte para a criança que o adulto pretende se comunicar com ela.

No segundo experimento, um adulto real substituiu o vídeo. Ela só olhava diretamente para a criança ou evitava seu olhar enquanto cantava rimas infantis. Desta vez, no entanto, suas ondas cerebrais poderiam ser monitoradas ao vivo para ver se seus padrões de ondas cerebrais estavam sendo influenciados pelo bebê e pelo contrário.

Desta vez, tanto os bebês como os adultos ficaram mais sincronizados com a atividade cerebral do outro quando o contato mútuo dos olhos foi estabelecido. Os pesquisadores dizem que isso mostra que a sincronização de ondas cerebrais não é apenas devido a ver um rosto ou a encontrar algo interessante, mas a compartilhar uma intenção de se comunicar.

“Quando o adulto e a criança estão se olhando, eles estão sinalizando sua disponibilidade e intenção de se comunicar. Achamos que ambos os cérebros, adultos e infantis, respondem a um sinal de olhar por estar em sincronia com um com o outro”, explica a Dr. Victoria Leong, autora principal do estudo. “Esse mecanismo poderia preparar pais e bebês para se comunicar, sincronizando quando falar e quando ouvir, o que também tornaria a aprendizagem mais efetiva”, garante.

Leia também:

Gravidez de verdade! Fotógrafa captura fotos reais da maternidade

Como são as conversas entre uma bebê surda tagarela e sua mãe? Você precisa ver esse vídeo

50 brincadeiras para o seu filho

Você gostou desse conteúdo?

Sim Não