Bebês

Mãe conta o que mudou na sua vida após ter um bebê

"Viagens eram fundamentais, mas estou feliz em deixar algumas páginas do meu passaporte em branco"

Redação Pais&Filhos

Redação Pais&Filhos

newborn-with-mother-looking-at-each-other-picture-id488523358

(Foto: iStock)

Você ouvirá muito durante a gravidez que sua vida vai mudar completamente. Seus interesses não serão os mesmos, a forma que você lida com as coisas e com as pessoas será outra. Emma Coward, escritora do Babyology, passou por isso na pele e resolveu compartilhar suas mudanças:

1. Eu abri mão de algumas coisas 

Um dos benefícios de ter o seu primeiro filho aos trinta e poucos anos é que você tem a chance de realmente viver muito durante os seus vinte anos. No momento em que tive meu filho, eu estava verdadeiramente pronta para substituir a vodka pelo chá – e eu certamente não sinto que estou perdendo quando escolho a cama às 20 horas da noite ao invés de uma grande noite fora.

O mesmo vale para viagens. Meu amor pelas viagens era uma parte fundamental da minha personalidade, mas por enquanto estou feliz em deixar algumas páginas em branco no meu passaporte, enquanto me concentro na vida doméstica.

2. Eu levo a sério saúde e segurança 

Antes de se tornar mãe, a sua saúde é em grande parte apenas problema seu. Mas uma vez que seu bebê nasce, fica claro que é muito mais fácil cuidar de uma pessoa pequena, se você cuidar de si mesmo também. Uma dieta saudável, alguns exercícios, e – se você conseguir – um sono decente não apenas garantirão que você esteja mais saudável e feliz, mas te tornará mais agradável.

3. Eu faço mais esforço para manter a família, amigos e estranhos por perto 

Nós todos sabemos que as crianças são verdadeiras esponjas. Mesmo antes de falarem, eles estão constantemente observando como você interage com o mundo ao seu redor e conversam com as pessoas que você conhece. Então, realizar conversas com pessoas oferece uma oportunidade para meu filho aprender como interagir com outras pessoas de uma maneira educada e amigável.

4. O pensamento global vem naturalmente  

Antes de me tornar mãe, eu fazia o básico quando se tratava de cuidar do meio ambiente – eu me certificava de que eu reciclava, tentava não desperdiçar água e sempre apagava as luzes de casa se não estivesse em um quarto. Desde que meu filho nasceu, tenho muito mais consciência de que as escolhas que faço têm um impacto direto no mundo que meu filho (e todas as crianças) herdarão.

Eu sou uma pessoa melhor por conta disso? Depende para quem você pergunta. Mas gosto de pensar que todas essas mudanças contribuem para eu ser melhor”

Leia também:

Mais brasileiras esperam chegar aos 30 para ter primeiro filho

Mães contam como ficaram ansiosas durante a gravidez

Calma, a mudança de humor em mães de recém-nascidos é normal!

Você gostou desse conteúdo?

Sim Não