Bebês

Manual do cocô: saiba identificar se o intestino do seu filho está normal

Chega de sofrer, esclarecemos as principais dúvidas

Gabrielle Molento

Gabrielle Molento ,Filha de Claudia e Pedro

Saiba tudo sobre o funcionamento do intestino do seu filho (Foto: Shutterstock)

Saiba tudo sobre o funcionamento do intestino do seu filho (Foto: Shutterstock)

O relógio intestinal do bebê é uma queixa de 60% das consultas de acordo com o Dr. Jairo Len, pai de Alexandre, Juliana e Guilherme, pediatra e membro da Sociedade Brasileira de Imunizações e da Sociedade Brasileira de Pediatria. Isso acontece porque os problemas intestinais são muito comuns entre as crianças.

Para Jairo, a maior preocupação dos pais é o intestino dos filhos não funcionar regularmente. Por isso, é preciso analisar e descobrir qual frequência é mais adequada naquela fase do desenvolvimento e trabalhar a dieta dela em cima disso. “É preciso entender qual alimento pode e qual não pode ser consumido pelo seu filho para evitar o desconforto”, afirma.

Entendendo o intestino da criança

Quando o bebê nasce, o órgão intestinal está em transição. É preciso ter paciência – o que não é fácil, a gente sabe! De acordo com a nutricionista Alessandra Missio, especialista na área de clínica e hospitalar, quando o bebê tem muita cólica, os pais acham que devem dar chás para aliviar os sintomas, mas isso não é verdade. É preciso focar na amamentação exclusiva até os 6 meses de idade.

(Foto: Shutterstock)

O único sintoma que merece sua atenção é se o seu filho evacuar sangue! (Foto: Shutterstock)

Até os 4 meses de idade, se seu filho fez cocô duro, pode ficar tranquila. Segundo Jairo, significa apenas que esse bebê é saudável. O único sintoma que se deve ficar atento é se ele evacuar sangue. A partir dos 2 anos, no entanto, os dois especialistas concordaram que a maior queixa dessas crianças é o intestino obstipado, também conhecido como intestino preso. Elas podem sofrer com dores e mau humor.

Essa criança ainda é muito pequena e é difícil entender a fisiologia, que ela deve ir ao banheiro e evacuar fezes não duras. Por isso, se você está sentindo que o intestino de seu filho não está “ok”, o conselho é: anote tudo. Anote quando e quantas vezes ele fez cocô, o que ele comeu, etc.

“O normal é que as crianças façam fezes pastosas e sem dor. Pode ser dia sim, dia não, todo o dia, a cada dois dias… agora se ela vai ao banheiro 6 vezes ao dia ou a cada 4 dias, por exemplo, não é normal”, comenta Dr. Jairo. Outro ponto que não é bom é a seu filho segurar a vontade de ir ao banheiro porque as fezes estão duras, ele sente dor ao fazer cocô ou chora – isso pode se tornar um ciclo vicioso.

Bom funcionamento do intestino

festa-coco-03-ok

De acordo com Alessandra, para incentivar o bom funcionamento desse órgão é preciso focar na ali