Boa Notícia

Vem coisa nova por aí: exame de sangue pode prever parto prematuro

Apesar de ainda não estar pronto para uso, o teste promete ser barato e confiável

Redação Pais&Filhos

Redação Pais&Filhos

doctor-with-test-tube-picture-id177440807

(Foto: iStock)

De acordo com um estudo publicado na revista Science, americanos e dinamarqueses desenvolveram um novo tipo de exame de sangue que pode prever, com até 80% de precisão, se uma gestante dará à luz prematuramente. Muitos testes e pesquisas ainda precisam ser feitos antes que o exame esteja pronto para uso, mas os especialistas já dizem que ele poderá reduzir fatalidades e complicações dos 15 milhões de nascimentos que acontecem antes da hora.

Pensando em como é difícil prever um nascimento prematuro, o exame passa a ser muito importante para prevenir que bebês nasçam com doenças físicas e neurológicas. Além disso,  as complicações por conta do nascimento antecipado estão entre as maiores causas de morte entre crianças menores de cinco anos no mundo. Tanto a genética, quanto a saúde da mãe podem ser determinantes no risco de um nascimento antecipado.

Mas, como esse exame funcionaria? Segundo o artigo, os níveis de RNA do sangue da mãe, que são moléculas mensageiras que dizem ao corpo como produzir proteínas, seriam analisados. E apesar de ainda estar nos seus primeiros passos, o teste, além de prometer ser barato e confiável, ainda pode ser usado para estimar a data do parto de forma tão precisa quanto a ultrassonografia, afirma o estudo. Em uma coletiva de imprensa, o coautor Mads Melbye, de Stanford, contou: “Este é o primeiro verdadeiro progresso científico significante sobre este problema em muito tempo”.

Leia também:

Fique atenta: Diabetes gestacional pode causar parto prematuro

11 em cada 100 partos são prematuros no Brasil

Prematuros que nasceram com 23 semanas de gestação completam 1 ano