Criança

5 informações importantes sobre a febre

Você sabe quando é preciso correr para o hospital?

Logo-Parents (1)
Redação Pais&Filhos

Redação Pais&Filhos

sick-child-with-high-fever-picture-id612381692

(Foto: iStock)

1. A febre não é a doença

Os pais geralmente se concentram mais na redução da temperatura do que em descobrir o que está por trás disso. As febres são simplesmente a resposta do corpo a uma infecção escondida que você ainda não sabe. Para as crianças, a infecção geralmente é viral como um resfriado comum ou um problema de estômago. Mas uma criança pode ter febre sem outros sintomas aparentes. Por exemplo, se ela está com febre alta (39,4° ou mais) durante vários dias e, em seguida, desenvolve uma inflamação na pele, pode estar com roseola, um vírus comum em crianças pequenas que pode ser tratado facilmente.

2. Para um bebê, 38º é o sinal

Se o seu filho tiver menos de 3 meses e estiver com 38 graus de febre, significa que você deve consultar um médico. Esse é o número que sinaliza que algo pode estar errado. O sistema imunológico dele ainda está em desenvolvimento, então, embora seja provavelmente apenas um vírus, um médico precisa ver se não se trata de uma infecção bacteriana.

3. Para crianças maiores, confie em seu instinto

Se o seu filho tem três meses ou mais, tem febre de 38,8 graus ou mais, e mostra sinais de resfriado ou gripe, um banho morno pode derrubar a febre. Líquido na pele ajuda o corpo a equilibrar a temperatura, assim como suar quando você se exercita. A maioria dos vírus desaparece em três ou quatro dias, se a febre da sua criança dura mais tempo, procure um médico.

4. As convulsões febris são assustadoras, mas raras

Uma mudança rápida na temperatura do corpo da criança pode desencadear uma convulsão, razão pela qual a maioria das convulsões febris ocorrem dentro de 24 horas após o início do sintoma. Como você saber se é uma convulsão? O corpo inteiro de seu filho vai agitar e ele não será capaz de responder ao seu chamado. Quando a agitação parar, ele ficará confuso por cerca de meia hora. Felizmente, a maioria das crianças que passam por convulsões não têm uma infecção perigosa.

5. Tudo que você precisa é de um termômetro

Os médicos dizem que o básico é o melhor. Termômetro é o método mais preciso, e se o seu filho não para quieto embaixo do braço é a melhor forma de medir a temperatura. Experimente o método oral uma vez que ele consiga segurar o termômetro sob a língua com a boca fechada.

Leia também:

Ainda tem dúvidas sobre a vacina de febre amarela? Relaxa, vamos te ajudar!

Cinco mitos sobre gripes e resfriados

Febre amarela: acabe com a dúvida sobre a vacina padrão e a fracionada

Você gostou desse conteúdo?

Sim Não