Criança

9 segredos para criar uma criança mais feliz e confiante

Maneiras efetivas de ajudar o seu filho a ser uma pessoa de sucesso

Logo-Parents (1)
Redação Pais&Filhos

Redação Pais&Filhos

ABRE 9 confiante

Não sinta medo de deixar seu filho se machucar ou se decepcionar (Foto: Shutterstock)

 

Claro, crianças e jovens precisam de muito incentivo, enquanto eles estão aprendendo a engatinhar, jogar uma bola, ou desenhar um círculo. Mas o seu filho pode ficar tão acostumado a ouvir “Bom trabalho!” que pode ser difícil perceber quando suas realizações são realmente motivos para celebrar. Ele também vai sentir quando você está exagerando (“Essa é a melhor torre de blocos que eu já vi!”) e pode começar a ignorar seus elogios. Não elogie o seu filho se ele fez algo que ele deveria fazer. Quando ele escova os dentes ou joga sua camisa no cesto, por exemplo, um simples “obrigado” é suficiente. Tente oferecer uma opinião específica: Em vez de dizer que o desenho do seu filho é lindo, você pode apontar o seu brilhante uso de roxo.

Não resgate sua criança
É natural querer impedir que seu filho se machuque e se sinta desencorajado, ou a cometer erros, mas quando você intervier – tentando fazê-lo ser convidado para uma festa de aniversário que ele não foi incluído, ou pressionar o treinador de futebol para dar-lhe mais tempo de jogo – você não está fazendo nenhum favor a ele. Crianças precisam saber que não há problema em falhar, e que é normal sentir-se triste, ansioso ou irritado, diz Robert Brooks, PhD, coautor de Criando e Educando Filhos. Ele aprende a ter sucesso, superar obstáculos, sem a sua ajuda. “É particularmente importante para as crianças ter a chance de jogar e assumir riscos sem sentir que seus pais vão criticar ou corrigi-las por fazer algo errado”, diz Kathy Hirsh-Pasek, PhD, professora de psicologia na Temple University, na Filadélfia. Ela ainda incentiva aos pais a fazer seus próprios erros pequenos de propósito. “Vendo você fracassar e não fazer uma grande coisa sobre isso vai fazer as crianças pequenas se sentirem muito melhor.”

Previdência privada infantil: tudo que você precisa saber

4 passos para ajudar na educação financeira da garotada

10 coisas que você jamais deveria dizer ao seu filho

 

Deixá-lo tomar decisões
Quando seu filho tem a chance de fazer escolhas a partir de uma idade, ele vai ganhar confiança em seu próprio bom senso. Claro, as crianças gostam de dirigir o espetáculo, mas ter muito controle pode ser ruim; é melhor dar duas ou três opções para ele escolher. Por exemplo, não pergunte ao seu filho de 3 anos o que ele quer para o almoço, mas ofereça massas ou manteiga de amendoim e geleia. Ao mesmo tempo, deixar seu filho saber certas escolhas são suas. A filha de Gloria Kushel, Caroline, 8, gosta de se vestir como um menino e usar um corte de cabelo curto. “Eu decidi que eu iria deixá-la fazer essas escolhas, mas outras coisas, como se ela pratica piano ou não, não são negociáveis”, diz Kushel, de Mamaroneck, Nova Iorque.

Concentre-se no vidro meio cheio
Se o seu filho tende a se sentir derrotado por alguns fracassos, ajude-o a ser mais otimista. Em vez de oferecer garantias simplistas de “olhar para o lado positivo”, incentive-o a pensar em maneiras específicas para melhorar a situação