Babá conta experiência negativa que teve em família para quem trabalhava há 2 anos

A moça trabalhava jornadas de 12 horas para uma família e estavam obrigando a babá a viver dentro da casa e fazer tudo o que eles queriam

Resumo da Notícia

  • Babá que estava trabalhando para família há 2 anos conta como queriam que ela largasse trabalho de professora para trabalhar só para eles
  • Ela fazia jornadas de 12 horas, trabalhando em feriados para ajudar a família de quem gostava
  • No final, a família não deu alternativas para a moça
A babá sempre fez de tudo pelas crianças que cuidava (Foto: reprodução/ Getty Images)

Uma babá fez um desabafo nas redes sociais para contar a própria história. Ela já estava trabalhado para uma família há 2 anos mas alguns problemas começaram a aparecer quando ela decidiu ter outro emprego paralelo.

-Publicidade-

“A família é composta pela mãe, o pais, e duas crianças, uma de 6 anos e outra de 3 anos”, escreveu no post. “Decidi deixar o cargo depois de voltar para a escola em período integral. Para facilitar a transição para eles, dei um aviso prévio de 4 semanas ”.

Segundo o site Little Things, além de babá, ela trabalhava em uma pré-escola como professora substitua, que era um trabalho mas flexível. Porém, era a mesma escola que uma das crianças para quem ela servia de babá estudada. E isso pareceu incomodar os pais.

-Publicidade-

‘Estamos dizendo às meninas que você vai embora, mas você aparece na pré-escola e é difícil explicar por que você tem tempo para a pré-escola e não para nós'”, narrou a babá sobre o que o pai das crianças disse para ela. “Provavelmente é doloroso para eles. Especialmente porque a criança de 6 anos estuda em uma escola diferente e não consegue vê-lo. Não vamos pedir ou pedir para você deixar a pré-escola, mas preferimos que você saia”.

Coisa a qual, deixou a moça em uma situação desconfortável. O pai das crianças queria que ela organizasse a própria vida de acordo com as necessidades da criança de 3 anos, o que para a babá não era viável. Para completar a situação chata, a mãe das crianças acabou ofendendo a moça ao oferecer algumas dicas para resolver o problema.

“Ela não ficou feliz com minhas idéias e ficou muito emocionada e chateada e disse: ‘Você até parou para pensar em mais alguém?'”, escreveu no post.

“Meus dois anos inteiros foram eu me entregando para doar essas meninas e toda a família”, explicou. “Eu era uma babá assassina: trabalhei 12 horas por dia sem interrupção, trabalhei nas festas de aniversário das meninas, assistia as meninas e seus amigos enquanto os pais saíam juntos, eu li a literatura que eles me deram no meu tempo livre, para que eu pudesse aprender sobre a filosofia dos pais, não pedi um aumento, apesar de minhas responsabilidades terem mudado, e eu ficaria além do meu horário final para atualizá-las no dia”.

Ela sempre deu todos os motivos do mundo para que a família confiasse nela mas, mesmo assim, foi tratada da pior forma. Todos os momentos bons desapareceram quando ela negou a sugestão de parar de trabalha na pré-escola. A babá escreveu em um site anonimamente para evitar mais problemas.

Agora, você pode receber notícias da Pais&Filhos direto no seu WhatsApp. Para fazer parte do nosso canal CLIQUE AQUI!

    -Publicidade-