Laudo médico de menino que morreu em toboágua é divulgado

Davi Lucas não sobreviveu ao cair de 15 metros em parque aquático

Resumo da Notícia

  • Davi Lucas caiu de 15 metros em um toboágua e não sobreviveu
  • O laudo médico do menino foi divulgado hoje
  • Testemunhas revelaram a polícia que o local não estava devidamente isolado

O laudo médico de Davi Lucas, menino que morreu em toboágua, foi divulgado. A causa da morte dele foi por poli traumatismo e hemorragia interna. Ele morreu em 13 de fevereiro passado depois de cair de um toboágua em manutenção no Di Roma Acqua Park, em Caldas Novas (GO).

-Publicidade-

A Polícia Civil investiga a causa do acidente e se houve crime. Davi caiu de uma altura de 15 m depois de descer sozinho por um toboágua que estava interditado, mas testemunhas e a perícia revelaram que a atração não estava devidamente isolada do público.

Menino de 8 anos não sobrevive ao cair de 15 metros em toboágua de parque aquático
Menino de 8 anos não sobrevive ao cair de 15 metros em toboágua de parque aquático (Foto: Reprodução/G1)

Segundo a chefe do núcleo de Polícia Científica de Caldas Novas, Kathia Mendes Magalhães, a criança teve várias fraturas no corpo e hemotórax, que é um tipo de hemorragia no pulmão. Na semana da morte de Davi Lucas, o médico legista adiantou que Davi Lucas teve fratura do fêmur, bacia, base do crânio e muita hemorragia interna. Diferente do que chegou a ser cogitado, a criança não se afogou.

A equipe médica que atendeu o garoto chegou a realizar o processo de aspiração do sangue acumulado no corpo dele, mas mesmo assim ele não resistiu. Davi foi encaminhado para uma unidade de terapia intensiva (UTI) aérea, mas teve uma parada cardíaca antes de embarcar no voo para um hospital de urgências em Goiânia e teve que voltar ao hospital de Caldas Novas, onde teve uma nova parada e morreu.