Panela no fogo

Prontos-socorros do País recebem de três a quatro crianças vítimas semanalmente

-Publicidade-

Você sabia que os prontos-socorros do País recebem de três a quatro crianças vítimas de queimaduras domésticas por semana?
 

Pois é. A maior parte desses acidentes acontece perto do fogão. Como são baixinhas, é muito fácil elas esbarrarem no cabo da panela ou puxam pra ver o que é. O resultado, só de imaginar,  assusta. Você pode pensar: “Ah, isso todo mundo sabe…”. Será? Se soubesse, a gente não bobeava tanto… Por isso, é bom assustar mesmo, para tomar cuidado.

-Publicidade-

“Líquidos quentes geralmente causam queimaduras de segundo grau, que ardem mais do que as de terceiro porque deixam as terminações nervosas expostas”, explica o cirurgião plástico Abrahão Szuchmacher, pai de Ian.

Se a criança se queimar, a primeira coisa a fazer é lavar o local com bastante água gelada para diminuir a temperatura e, em seguida, levá-la ao hospital onde um especialista avaliará o ferimento.

Agora, o melhor mesmo é manter seu filho bem longe desse risco. Fogo, nem pensar! E na cozinha a lei passa a ser usar sempre panelas sem cabo ou com ele voltado para dentro do fogão. 

Além disso, a criança deve ser educada para ficar afastada dele quando alguém estiver cozinhando.
 

Consultoria: Dr. Abrahão Szuchmacher, cirurgião plástico, membro da Sociedade Brasileira de Queimaduras e fundador do Centro de Tratamento de Queimados do Hospital Municipal Souza Aguiar, no Rio de Janeiro. Tel. (21) 2239-0094

    -Publicidade-